Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mercado imobiliário

Notícias relacionadas com o mercado imobiliário, a sua evolução e oferta. Com destaque para Portugal, inclui informações sobre o mercado imobiliário de Lisboa, Algarve, Porto, mas também de países como Angola ou Brasil.

Marcelo promulga Lei de Bases da Habitação com “dúvidas” sobre “elevadas expectativas”

A Lei de Bases da Habitação foi promulgada pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apesar das "dúvidas" sobre a "concretização das elevadas expectativas suscitadas”.

Notícia sobre:

Imobiliário fecha semestre com transações acima de mil milhões impulsionado pela hotelaria

O imobiliário em Portugal continua em alta, mas de momento menos que no ano passado. No primeiro semestre foram transacionados 1.050 mil milhões de euros, registando-se assim uma quebra de 26% comparativamente ao mesmo período de 2018. O setor da hotelaria foi o mais ativo, contribuindo para 38% do volume de investimento total, seguido pelo retalho (30%) e escritórios (23%), segundo a Savills.

Notícia sobre:
Vanguard Properties

7,2 milhões pagos por uma penthouse em Lisboa - o apartamento mais caro vendido em Portugal

Disputado por três milionários, o luxuoso 14º piso Castilho 203, no centro de Lisboa, foi arrematado por 7,2 milhões de euros. Com preços equiparados a cidades como Paris ou Nova Iorque, esta operação é apontada como no mercado como estando em causa o apartamento mais caro alguma vez a ser vendido em Portugal. 

Notícia sobre:

Quanto demoram as casas a ser vendidas? (Este e outros dados num retrato sobre o imobiliário nacional)

O imobiliário está em alta em Portugal - o número de transações está em máximos desde 2009, por exemplo - e há imóveis que "voam" mal chegam ao mercado, tal é o apetite dos investidores. Mas esta realidade está longe de ser generalizada a toda a oferta. Apenas 15% dos apartamentos e 9% das moradias colocados para venda encontram comprador em menos de 30 dias. Perto de 30% dos apartamentos e 43% das moradias estão anunciados há mais de um ano.

Notícia sobre:

Malta, o 'el dorado' imobiliário dos estrangeiros para ter cidadania europeia

Aliciados por uma economia robusta e um estilo de vida descontraído, os investidores internacionais descobriram em Malta um paraíso dourado. Mas não só por isto. Chegam atraídos por benefícios fiscais e facilidades na obtenção de cidadania europeia. E o imobiliário está a ganhar com tudo isto, sendo mesmo, atualmente, um dos mercados mais fortes do mundo, segundo os especialistas.

Notícia sobre:

Mercado de escritórios ao rubro em Lisboa: ocupação cresce 26% com nova oferta

Fala-se muito do dinamismo do mercado imobiliário em Lisboa, habitualmente a nível residencial. Mas o segmento dos escritórios também está em alta na capital, tendo registado no primeiro semestre um crescimento de 26% face ao mesmo período de 2018. Passou de uma taxa de ocupação de 86.819 metros quadrados (m2) para 109.751 metros m2 no período em causa. A atividade de junho contribuiu com mais de um terço da área colocada no semestre, num total de 39.219 m2.

Notícia sobre:

FMI reconhece subidas nos preços das casas, mas diz que ainda não é “preciso fazer nada”

Os preços das casas em Portugal continuam a subir, ainda que a um ritmo mais lento. O FMI está atento a este cenário, mas descarta a necessidade de uma intervenção do Governo -  pelo menos para já.

Notícia sobre:

Bruxelas antevê ajustamento "lento" nos preços das casas em Portugal

Depois de vários alertas, manifestando-se preocupada com a subida dos preços das casas em Portugal, a CE começa a vislumbrar uma tendência de moderação. No entanto, Bruxelas considera que este ajustamento deverá manter-se lento.

Notícia sobre:

“Há um número crescente de internacionais rendidos ao Porto para instalarem residência”

A procura de habitação no Porto está muito dinâmica e as expetativas são bastante positivas, já que os valores médios de entrada nos investimentos são bastante competitivos face a Lisboa, considera Pedro Lancastre, diretor-geral da JLL Portugal. Em entrevista ao idealista/news, destaca que “há yields potenciais superiores às da capital, apesar dos preços finais serem inferiores”.

Notícia sobre: