Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Projeto ICON nasce no Porto pela mão da Civilria e após investimento de 60 milhões

Civilria
Civilria
Autor: Redação

Vai nascer na Boavista, no Porto – num terreno junto à VCI, com a Via AEP – um novo projeto imobiliário composto por dois edifícios de escritórios e um residencial. Em causa está o projeto ICON, um investimento de 60 milhões de euros a cargo da promotora aveirense Civilria.

Os dois edifícios destinados a escritórios têm ao todo cerca de 24 mil metros quadrados (m2), sendo que um deles será a futura sede no Porto da Ageas Seguros, revelou a empresa em comunicado.

“O edifício de escritórios de maior dimensão terá uma área de 12.791 m2, distribuídos por rés do chão, 4 pisos e 2 caves de estacionamento. O segundo edifício de escritórios terá uma área de 11.645 m2, distribuídos por 7 pisos, rés do chão e 2 caves. O edifício destinado a ‘apartment service’ assenta no conceito de ‘build to rent’, que consiste na aquisição de frações do imóvel para arrendamento. Terá no total 176 apartamentos e tem previsto um conjunto de serviços de apoios permanentes, como receção e lavandaria”, lê-se no documento.

Civilria
Civilria

Segundo a Civilria, o projeto ICON encontra-se na fase final de licenciamento e o início da construção está previsto para muito breve.

Trata-se de “um projeto de arquitetura moderno e vanguardista” que tem a assinatura do arquiteto Luís Pedro Silva. “O empreendimento fica rodeado por uma área de jardim, que inclui um lago que ocupa uma área de 8.000 m2”, adianta a promotora aveirense. 

Para Artur Varum, presidente da Civilria, “o projeto ICON será uma referência pela qualidade, pela arquitetura e porque fica localizado numa zona estratégica da freguesia de Ramalde, na Boavista, e com acessos privilegiados à VCI, às entradas e saídas das autoestradas Norte/Sul”. “O ICON Offices e o ICON Apartments terão a mais-valia de permitir reconverter esta zona de Ramalde, contribuindo também para a revitalização da Zona Empresarial do Porto”, acrescenta.