Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Portugal é um dos melhores países para um estrangeiro ter casa, diz Forbes

Christoffer Engström on Unsplash
Christoffer Engström on Unsplash
Autor: Redação

Portugal foi eleito pela Forbes como um dos sete melhores países para acolher cidadãos estrangeiros que estejam à procura de segunda casa ou de um passaporte europeu. A revista norte-americana dá um destaque especial ao país, que oferece inúmeras vantagens fiscais a quem “vem de fora”.

O país à beira-mar plantado continua a fazer sucesso além-fronteiras. Desta vez, num artigo dirigido aos cidadãos norte-americanos, a Forbes apresentou um 'ranking' dos melhores locais para conseguir residência na Europa. Portugal aparece em sexto lugar, à frente da vizinha Espanha, mas ganha destaque em toda publicação.

Os vistos gold são referenciados como vantagem – o programa prevê que investindo 350 mil euros numa propriedade com mais de 30 anos ou 500 mil euros numa propriedade mais recente se consiga um visto de residência –, mas não são os únicos. Diz a Forbes que existe ainda a possibilidade de um cidadão estrangeiro doar 250 mil euros para apoiar a arte portuguesa ou provar que consegue pagar o valor mínimo de renda, de 1.200 euros por mês, para conseguir um visto de residência - desde que permaneça fisicamente no país 183 dias por ano, neste último caso. 

A revista norte-americana destaca ainda o regime do Residente Não Habitual (RNH), que pode conferir isenção de IRS sobre os rendimentos auferidos.

O 'ranking' é liderado pelo Chipre. Em segundo lugar aparece a Grécia, e a fechar o Top 3 a Letónia.