Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Fusões e aquisições totalizam 13,4 mil milhões em 2019 e imobiliário é o setor mais ativo

Registaram-se 427 transações, 91 das quais relativas ao setor imobiliário, que arrefeceu face a 2018.

Mediamodifier en Pixabay
Mediamodifier en Pixabay
Autor: Redação

As fusões e aquisições atingiram 13,4 mil milhões de euros em Portugal em 2019, tendo-se registado 427 transações. Destaque para o imobiliário, que manteve a liderança nos negócios, apesar de ter desacelerado face ao ano anterior.

De acordo com o ECO, que se apoia em dados do relatório TTR-Transactional Track Record, tanto o número de transações como o montante envolvido cresceram face ao período homólogo: 15,09% e 17,85%, respetivamente. O documento permite ainda concluir que nunca se registaram tantos negócios, apesar de se tratarem de transações mais pequenas em valor. 

“O setor imobiliário apesar de apresentar ligeira retração, 5%, manteve a posição de mais ativo do ano, com 91 transações registadas”, lê-se no documento, que dá conta que a aquisição dos edifícios onde operam os hotéis Tivoli Avenida Liberdade, Tivoli Oriente e Avani Avenida Liberdade foi a maior transação do ano no segmento imobiliário – a Invesco pagou 313 milhões de euros pelos imóveis.

A completar o pódio das áreas mais ativas a nível nacional, em número de transações, estão os setores da tecnoclogia e financeiro, com 62 e 46 operações, respetivamente, escreve a publicação.

No que diz respeito às nacionalidades dos investidores, 184 das 427 transações foram realizadas por empresas estrangeiras, sendo que as espanholas são as mais ativas, com 49 aquisições em 2019. E mais uma vez destaque para o setor imobiliário.