Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Como carregar o carro elétrico quando não há equipamentos no estacionamento?

Photo by NeONBRAND on Unsplash
Photo by NeONBRAND on Unsplash
Autor: Redação

Cada vez mais conscientes do que se passa com o meio ambiente e das vantagens dos carros elétricos, o mercado deste segmento de veículos tem vindo a aumentar em Portugal. Mas a verdade é que ainda podem surgir algumas dificuldades na hora do carregamento, sobretudo quando o local de estacionamento não está preparado. Preparámos um manual com dicas que te vão ajudar a saber o que fazer nestes casos.

A corrida às ajudas do Estado para incentivar a compra de carros elétricos, que já estão praticamente esgotadas, prova o dinamismo que está a ganhar este tipo de veículos. De acordo com os dados avançados pelo jornal Público, dos 1.000 veículos que o Fundo Ambiental prevê subsidiar já foram atribuídos 988, ou seja, 99% do total.

No caso de condomínios, por exemplo, quando os locais de estacionamento estão equipados com tomadas elétricas com ligação exclusiva à fração, poderá ser fácil e simples a adaptação para o carregamento das baterias dos carros elétricos, tal como explica a Selectra, neste artigo produzido para o idealista/news. No entanto, é muito importante cumprir os requisitos técnicos e legais exigidos.  

Não existindo tomadas elétricas no local, terá de ser efetuada uma instalação num local que pertenca a uma parte comum do edifício. Esta instalação exige que antes seja enviada à administração do condomínio, uma comunicação escrita, 30 dias anteriores face à data que se pretende instalar a tomada.  

Quando é que o pedido pode ser recusado pela administração do condomínio?

  • O condomínio decida realizar no prazo de 90 dias, a instalação de um ponto de carregamento que permita assegurar o carregamento de baterias, com o mesmo tipo de tecnologia satisfazendo todos os utilizadores; 
  • Se já existir no mesmo local um ponto de fornecimento para uso comum, com os mesmos serviço e tecnologia ou se a instalação colocar em causa a segurança de todos. 

Passos a dar para avançar

  • Já com tudo em ordem, será depois necessário confirmar ou alterar a potência contratada, para proceder ao carregamento da viatura e determinar o tipo de contador a ser usado. 
  • Pode optar-se pelo contador da companhia que fornecece o local para todos os lugares de estacionamento. No entanto, devem ser feitas estimativas do consumo da energia gasta, pois pode não ser a solução que agrade à maioria. 
  • Poderá ser efetuado um contrato novo de eletricidade e instalação de um contador elétrico individual na garagem. No entanto, é uma fatura adicional que o consumidor terá de pagar no fim do mês. 
  • Pode ser usada a instalação elétrica da fração, no entanto, enquanto o carregamento decorre, a potência em casa será mais reduzida, pelo que poderão ocorrer falhas de eletricidade quando exista o uso de vários eletrodomésticos em simultâneo.  

A ter em conta... 

Tenta sempre fazer previamente a escolha mais adequada para que não tenhas depois surpresas na fatura de eletricidade. Assim, e com base nos teus hábitos de consumo, aproveita sempre das melhores tarifas de eletricidade. Poderás sempre optar por uma tarifa bi-horária ou tri-horária, que em determinada ocasião do dia te permite poupar mais, nomeadamente, no momento de carregar o carro elétrico.