Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Queres ser um bom chefe? Estas são 6 frases que não podes dizer

Autor: Redação

Nem todos nascem para ser chefes e mesmo os que são líderes inatos cometem erros. A forma como se digirem aos colaboradores é uma das falhas mais habituais. Para garantir um ambiente mais tranquilo entre os trabalhadores é preciso adoptar uma comunicação de confiançadeixar de lado frases autoritárias como estas, que mais não servem do que para alimentar climas de medo.

Apresentamos-te então as principais frases ouvidas pelos trabalhadores e um conjunto de alternativas, recompiladas pela especialista norte-americana em gestão de pessoas, Lolly Daskal, e publicadas pelo Dinheiro Vivo.

1."Porque eu estou a mandar"

Segundo Lolly, comandar deve ser algo natural e não deve representar uma pressão. A especialista recomenda que, sempre que tenha que pedir algo, o faça de forma educada e com um tom de voz suave.

2."Quem é que você pensa que é?"

Esta é uma das respostas mais comuns dos chefes que querem demonstrar que mandam no trabalhador. Ao contrário da intenção dos chefes, a verdade é que esta frase demonstra que há uma falta de confiança nas suas capacidades de liderança. Em vez de os encarar como uma ameaça, um líder deverá ouvir as propostas dos seus trabalhadores.

3."Não preciso de ajuda"

Esta frase é falsa. Lolly afirma que todos os chefes precisam de ajuda. Se não delegarem tarefas, os chefes poderão desenvolver problemas de saúde. Em vez de centralizar as tarefas, Lolly aconselha a partilhá-las, criando, desta forma, uma clima de confiança.

4."A culpa não é minha"

Os verdadeiros líderes assumem as responsabilidades mesmo que o erro não tenha sido cometido por eles.

5."Não tenho tempo"

Para confiar nos trabalhadores, os chefes têm de ter tempo para ajudar e resolver as dificuldades. Lolly aconselha os chefes a arranjarem tempo para promover a confiança.

6."Falhar não é uma opção"

O sucesso é importante, mas falhar não é o inimigo do sucesso. As falhas dão preciosas lições. É aconselhável que o chefe incentive a inovação e a capacidade de assumir riscos.