Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Trabalhadores

Últimas notícias sobre "Trabalhadores" publicadas em idealista.pt/news

Trabalhar mais do que a conta vai matando, alerta a OMS

Trabalhas 55 horas por semana ou mais? Sabias que estás a correr riscos sérios para a tua saúde? Um estudo publicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) esta segunda-feira (dia 17 de maio de 2021) alerta que trabalhar longos períodos está a matar. Isto porque trabalhar em excesso aumenta em 35% a probabilidade de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) e em 17% a probabilidade de morrer devido a uma doença cardíaca isquémica em comparação com quem trabalha 35/40 horas semanais.

Notícia sobre:

Inspetores poderão fazer visitas às pessoas em teletrabalho? O PS quer

Para regular o teletrabalho, o PS propõe um sistema de fiscalização em que caberá à Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) garantir o cumprimento das suas normas reguladoras. Mas como? No projeto lei discutido esta quarta-feira (5 de maio de 2021) em reunião plenária estão previstas ações de fiscalização que podem implicar “visitas ao domicílio ao trabalhador em regime de teletrabalho”. Esta proposta tem acendido o debate sobre o tema.

Notícia sobre:

Lay-off e outros apoios para empresas e trabalhadores - guia para superar o confinamento

O Governo reforçou o valor das ajudas às empresas e trabalhadores, em virtude do novo confinamento – e espera que cheguem mais depressa ao “bolso” de quem precisa. Decidiu conceder o acesso ao lay-off simplificado de forma automática às empresas que são obrigadas a encerrar, mas também às lojas que apenas possam fazer vendas à porta. Reabriu ainda a linha de crédito com garantia pública de 400 milhões e fortaleceu o Apoiar.pt, o programa de subsídios a fundo perdido. O idealista/news preparou um guia explicativo com todos os apoios disponíveis para resistir e enfrentar a crise.

Notícia sobre:

Teletrabalho obrigatório e não é preciso acordo: multas de incumprimento agravadas

O teletrabalho vai voltar a ser obrigatório para todas as funções compatíveis, independentemente da vontade do empregador ou do trabalhador, não sendo necessário haver um acordo de qualquer uma das partes. As coimas por incumprimento serão também agravadas, podendo chegar aos 61.200 euros. Estas foram algumas das medidas anunciadas pelo primeiro-ministro António Costa esta quarta-feira (13 de janeiro de 2021) e que estarão em vigor durante o novo período de confinamento, que começa às 00h00 de sexta-feira (15 de janeiro de 2021).

Notícia sobre: