Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Cowork chega às aldeias de montanha: para trabalhar e respirar o ar puro da Serra da Estrela

Espaços vão estar preparados para receber freelancers ou nómadas digitais que queiram ter experiências de trabalho temporárias.

Alvoco das Várzeas (concelho de Oliveira do Hospital) / ADIRAM
Alvoco das Várzeas (concelho de Oliveira do Hospital) / ADIRAM
Autor: Redação

Alvoco das Várzeas, Lapa dos Dinheiros e Videmonte. Estas três aldeias portugueses, localizadas em pleno Parque Natural da Serra da Estrela, vão receber espaços de coworking preparados para receber freelancers ou nómadas digitais que ali queiram ter experiências de trabalho temporárias. Os coworks rurais serão dotados de conectividade e tecnologia de ponta que permitam aos utilizadores trabalhar remotamente, na aldeia, para qualquer parte do mundo. O arranque será gratuito.

Em causa está uma ação levada a cabo pela Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede das Aldeias de Montanha (ADIRAM) que, em parceria com as Juntas de Freguesias, pretende criar espaços inusitados de trabalho ou incubação de ideias em ambiente de aldeia. A conceção e design dos espaços tem subjacente os princípios da economia circular por via da valorização do território e envolvimento das comunidades locais na sua materialização.

Videmonte, Guarda / Pedro Ribeiro
Videmonte, Guarda / Pedro Ribeiro

Uma escola primária desocupada na Lapa dos Dinheiros (concelho de Seia), uma casa de habitação, sob gestão da Junta de Freguesia, em Videmonte (concelho da Guarda), e um salão polivalente instalado num edifício propriedade da Junta de Freguesia em Alvoco da Várzeas (concelho de Oliveira do Hospital), vão ganhar uma nova vida. São espaços atualmente sem uso e funcionalidade, mas perfeitamente integrados no aglomerado urbano das aldeias.

Espaços dotados de "tecnologia de ponta"

Os coworks rurais vão ter wifi e tecnologia de ponta que permitem aos utilizadores trabalhar remotamente. Lapa dos Dinheiros, por exemplo, tem fibra ótica, que também vai ser instalada em Alvoco da Várzeas e Videmonte. Numa primeira fase, a utilização destes coworks será gratuita, garante a ADIRAM, passando depois a ser cobrado um “pagamento simbólico”.

“A população local será parte integrante do processo de reabilitação e cocriação destes espaços. Já a aproximação ao mercado potencial destes espaços de trabalho criativos, inusitados e inspiradores é feita por via da sua inclusão em plataformas nacionais e internacionais que disponibilizam experiências de trabalho assentes no conceito de coworking”, garante Francisco Rolo, presidente da direção da ADIRAM.

Praia fluvial, Lapa dos Dinheiros / José Conde
Praia fluvial, Lapa dos Dinheiros / José Conde

Espera-se que até setembro, os espaços possam estar a funcionar em pleno e em perfeitas condições para receber os primeiros coworkers que ali queiram ter experiências de trabalho. Esta ação tem financiamento do Programa Juntar +.