Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Web Summit na Foz do Trancão ou em Carnide? Cimeira tecnológica pode sair do Parque das Nações

Wikimedia commons
Wikimedia commons
Autor: Redação

A Web Summit chegou à Feira Internacional de Lisboa (FIL), em Lisboa, em novembro de 2016. Mas poderá estar de saída. E tudo porque o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e o presidente da Fundação AIP (proprietária da FIL), Jorge Rocha de Matos, não se entendem sobre ampliação daquele espaço. A Foz do Trancão, entre os municípios de Lisboa e Loures, e a zona de Carnide, na capital, estão a ser estudas como zonas alternativas.

A maior conferência do mundo de tecnologia e empreendedorismo vai decorrer em Portugal até 2028. Ainda assim, a sua “estadia” na FIL poderá ter os dias contados. Segundo a notícia da edição deste sábado do jornal Expresso, a feira tecnológica, a realizar-se entre 4 e 7 de novembro de 2019, permanecerá no Altice Arena e nos pavilhões da FIL este ano, ainda que Fernando Medina e Paddy Cosgrave, que lidera a Web Summit, possam já estar a estudar locais alternativos caso o acordo de ampliação da FIL acabe por falhar.

Em cima da mesa estão a Foz do Trancão (onde se irão realizar as Jornadas Mundiais da Juventude, em 2021), e um local junto à Feira Popular, em Carnide.

Além disso, e segundo um acordo secreto noticiado pelo Público, a CML corre o risco de ter de pagar uma indemnização à Web Summit por incumprimento de contrato já este ano, caso não garanta a primeira fase de ampliação do recinto da FIL. O acordo assinado entre a autarquia, o Estado e a Web Summit, definiu que a CML é a responsável pela ampliação do espaço, ficando decidido que em outubro este deveria ter pelo menos mais 13 mil m2 do que atualmente. O documento citado pelo diário não refere, contudo, valores concretos.