Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Licenciamentos e obras concluídas superam níveis pré-pandemia

Estima-se que tenham sido concluídos 3.500 edifícios em Portugal, no 2º trimestre de 2021, correspondendo, na sua maior parte, a construções novas (79,6%), segundo o INE.

Licenciamentos e obras concluídas superam níveis pré-pandemia
Photo by Isaac Quesada on Unsplash
Autor: Redação

No 2º trimestre de 2021, foram licenciados 6.500 edifícios e concluídos 3.700 edifícios em Portugal, segundo os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Os edifícios licenciados cresceram 27,1% face ao mesmo trimestre de 2020 (e +8,3%  que no 1º trimestre de 2021). Este valor supera em 9,3% os edifícios licenciados no 2º trimestre de 2019, período pré-pandemia. Já os edifícios concluídos cresceram 3,3% em termos homólogos, e mais 7,9% face ao segundo trimestre de 2019.

Comparativamente com o trimestre anterior, o número de edifícios licenciados decresceu 1,5% (+13% no 1º trimestre de 2021) e o número de edifícios concluídos diminuiu 0,4% (-3,0% no 1º trimestre de 2021). Numa análise mensal, verifica-se que após o decréscimo homólogo observado em janeiro (-13,3%), os edifícios licenciados observaram “um crescimento muito significativo em março, abril e maio (+45,3%, +70,5% e +22,9%, respetivamente)”, indica o INE. Quando comparado com os mesmos meses de 2019, este crescimento é também relevante nos meses de março, abril e junho (+25,2%, +27,7% e +8,8%, respetivamente).

Obras licenciadas em Portugal

O número de edifícios licenciados atingiu 6.500 no segundo trimestre deste ano. Do total de edifícios licenciados, 74,1% eram construções novas e destas, 78,7% destinavam-se a habitação familiar. Os edifícios licenciados para demolição (423 edifícios) corresponderam a 6,5% do total de edifícios licenciados no 2º trimestre de 2021.

Todas as regiões apresentaram variações homólogas positivas no número total de edifícios licenciados. As regiões que mais se destacaram foram a Área Metropolitana de Lisboa (+41,8%), o Algarve (+38,4%), o Centro (+33,5%) e a Região Autónoma dos Açores (+30,2%)

O número de edifícios licenciados em construções novas cresceu 27,3% face ao 2º trimestre de 2020, acompanhado por um crescimento de 25,4% nas obras de reabilitação. Em comparação com o trimestre anterior, o licenciamento em construções novas diminuiu 0,4% enquanto as obras de reabilitação decresceram 5,5%. Face ao 2º trimestre de 2019, o licenciamento para construções novas aumentou 14,7%, enquanto as obras de reabilitação diminuíram 6,7%.

Foto de Thirdman en Pexels
Foto de Thirdman en Pexels

No mês de janeiro de 2021, que compara ainda com um mês sem pandemia em 2020, registou-se uma variação negativa no número de edifícios licenciados face ao mesmo mês do ano precedente (-13,3%).

Após uma variação nula observada em fevereiro, os meses de março, abril e maio (meses em que, de forma mais intensa, se fizeram sentir os impactos da pandemia em 2020, com algumas Câmaras Municipais a encerrarem os seus serviços de atendimento ao público) “registaram crescimentos muito expressivos face a 2020 (+45,3%, +70,5% e +22,9%, respetivamente)”, de acordo com o gabinete de estatísticas nacional. Nos meses de março e abril de 2021 superaram-se os níveis registados nos mesmos meses de 2019, com variações de +25,2% e +27,7%, respetivamente.

“Face a 2020, a informação preliminar disponível até ao momento, aponta para um crescimento mais ténue no mês de junho (+1,0%) que, comparando com o mês de junho de 2019, se traduz num crescimento de 8,8%. No 1º semestre de 2021 os edifícios licenciados cresceram 16,9% face a 2020 e 6,4% em comparação com o mesmo período de 2019”, frisa o INE.

Obras concluídas em Portugal

No 2º trimestre de 2021, o número total de edifícios concluídos (construções novas, ampliações, alterações e reconstruções) cresceu 3,3% em relação ao 2º trimestre de 2020 (+5,6% no 1º trimestre de 2021). Em comparação com o 2º trimestre de 2019, os edifícios concluídos aumentaram 7,9%.

Estima-se que tenham sido concluídos 3.500 edifícios em Portugal, no 2º trimestre de 2021, correspondendo, na sua maior parte, a construções novas (79,6%) e que destas, 77% tenham tido como destino a habitação familiar.

Foto de Vecislavas Popa en Pexels
Foto de Vecislavas Popa en Pexels

Verificaram-se aumentos de 3% nas obras concluídas em construções novas e de 4,4% nas obras de reabilitação, face ao 2º trimestre de 2020. Em comparação com o trimestre anterior, as variações foram de -1,5% e +4,3%, respetivamente.

As obras concluídas para reabilitação aumentaram 4,4%, suportadas pelos crescimentos na região Norte (+17,9%), Região Autónoma da Madeira (+11,1%) e no Centro (+3,3%). Nas restantes regiões verificaram-se reduções, com maior prevalência no Alentejo (-16,7%).