Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Parque de diversões do Bombarral terá 38 hectares e abre portas em 2016

Autor: Redação

O futuro parque de diversões do Bombarral deverá começar a ser construído em 2015 e abrir ao público no ano seguinte, depois de obter interesse público do Governo, que autorizou a desclassificação da Reserva Agrícola Nacional. A garantia foi dada por Manuel dos Remédios, um dos promotores do espaço. “Já entregámos a Avaliação Ambiental Estratégica (AIA) e já estamos a elaborar o projeto, por isso, mal a AIA esteja aprovada tencionamos entregar na câmara o projeto de arquitetura para que possa ser licenciado até ao final deste ano”, adiantou.

Segundo o responsável, os promotores consideraram “decisivo” para viabilizar o projeto o despacho dos Ministérios da Economia e da Agricultura, publicado em Diário da República a 31 de dezembro. O Governo decidiu dar “relevante interesse público à instalação do Parque Temático de Diversões” no Bombarral, autorizando a desclassificação de 14 hectares de terreno da Reserva Agrícola Nacional (RAN), lê-se no despacho, a que a agência Lusa teve acesso.

De acordo com o Dinheiro Vivo, o empreendimento pertence a quatro promotores, entre eles o português já mencionado e o inglês Hartley Booth, ex-ministro britânico dos governos de Margaret Thatcher. O investimento de 53 milhões de euros, com capitais privados britânicos, deverá criar mais de 600 postos de trabalho.

De referir que o parque temático está previsto ser construído em 38 hectares de terrenos municipais da Quinta do Falcão (mais de metade da área da Disneylândia Paris, que ocupa 57 hectares), devendo atrair 500 mil visitantes e gerar receitas na ordem dos 14,5 milhões de euros por ano.