Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Greve da TAP, sem êxito, custou 35 milhões de euros de prejuízo

Autor: Redação

A greve de dez dias efetuada pelos pilotos da TAP custou 35 milhões de euros à empresa, apesar de ser classificada pelo Governo como um fracasso. O valor do prejuízo para a companhia aérea portuguesa que está em processo de privatização foi avançado pelo ministro da Economia.

Aos "25 milhões de euros de receitas perdidas" há que somar "10 milhões de euros de despesas com dormidas, refeições e outras despesas de encaminhamento de passageiros", segundo Pires de Lima.

Ainda assim, Pires de Lima, citado pelo Expresso, sublinha que "nunca uma greve da TAP teve uma adesão tão baixa", garantindo que "cerca de 70% dos voos foram executados".

O ministro da Economia frisa ainda que "a maioria dos pilotos se afastou da posição do sindicato".

Na próxima semana a empresa irá apresentar um plano para "minimizar a fragilidade" e o impacto da greve na sua tesouraria. "A normalidade operacional regressará à TAP rapidamente. A confiança - que foi abalada - terá de ser paciente e gradualmente recuperada.", remata o governante.