Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

“Não estamos a passar por um período pré-bolha imobiliária”, defende presidente da RE/MAX

Manuel Alvarez estima um crescimento “saudável e moderado de cerca de 3%”
Manuel Alvarez estima um crescimento “saudável e moderado de cerca de 3%”
Autor: Redação

Numa altura em que os preços das casas estão a escalar e se começa a discutir se há o risco de se criar uma bolha imobiliária no mercado nacional, o presidente da RE/MAX veio declarar que, na sua opinião, “não estamos a passar por um período pré-bolha imobiliária”. Manuel Alvarez considera que o mercado imobiliário deverá registar nos próximos anos um crescimento “saudável e moderado de cerca de 3%”. Segundo os dados da RE/MAX, atualmente, os preços médios para um T2 e T3 (as tipologias favoritas entre os portugueses) são respetivamente de 126.009 euros e 151.738.

“Algumas vezes, perguntam-nos se ainda vale a pena comprar um imóvel. Acredito que, nos próximos anos, continuaremos a verificar um crescimento sustentável nos preços e transações dos imóveis, em linha com aquilo que se verifica em qualquer mercado dinâmico. Por outro lado, os dados a que temos acesso apontam para uma tendencial subida das taxas de juro, causada pelo crescimento económico europeu, o que acabará por limitar os preços das habitações.”, explicou o empresário na Reunião dos Agentes, que decorreu em Lisboa.

Neste encontro, o líder da maior rede imobiliária em Portugal, apresentou também os resultados semestrais da RE/MAX, segundo os quais a empresa abriu 11 novas agências e teve um aumento de 520 agentes, desde janeiro. Neste semestre, realizou quase 16 mil transações de venda e mais de cinco mil transações de arrendamento, evidenciando um crescimento sustentável. As zonas onde se registou um maior crescimento foram Sintra, Almada e Amadora.