Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Fidelidade quer reforçar solidez com venda de 277 imóveis

Fidelidade/Facebook
Fidelidade/Facebook
Autor: Redação

A Fidelidade acaba de lançar uma operação de venda de imóveis. A seguradora, que está a mudar a política de investimento imobiliário, está a desfazer-se de 277 ativos – dos quais 51% se localizam em Lisboa e 12% no Porto. Os restantes estão espalhados um pouco por todo o país, incluindo os arquipélagos dos Açores e Madeira. O objetivo passar por reforçar o seu nível de solidez e reconfigurar o perfil do seu património imobiliário, apostando sobretudo em edifícios emblemáticos e de maior dimensão.

“Os ganhos que registarmos com esta operação servirão para reforçar a solvência da companhia e investir em projetos mais concentrados”, explicou o presidente da companhia, Jorge Magalhães Correia, ao Jornal de Negócios. "Vai ser um processo competitivo já que o objetivo é otimizar o valor de venda dos imóveis", adiantou Magalhães Correia. "Queremos aproveitar o facto de Lisboa estar na moda", referiu.

A seguradora já iniciou as negociações com mais de uma centena de investidores nacionais e internacionais. Com a venda, a Fidelidade espera aumentar o seu nível de solvência para a marca dos 150% ou 160%, contra os atuais 140%, para que seja possível melhorar a sua capacidade de financiamento.

Os interessados têm até 17 de novembro para fazer uma avaliação preliminar e apresentar as ofertas. De seguida, a Fidelidade vai selecionar um grupo de investidores que terá acesso a informação detalhada sobre as diversas carteiras para poder avançar com as ofertas finais. A seguradora espera ver o processo concluído (no máximo) durante o segundo trimestre de 2018.