Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Duas casas de luxo de Berardo arrestadas pelo tribunal para pagar dívidas à CGD

Autor: Redação

A "novela" à volta de Joe Berardo parece não ter fim à vista. O novo capítulo tem a ver com duas casas de luxo que o comendador madeirense tem na capital portuguesa e que agora foram arrestadas pelo Tribunal da Comarca de Lisboa para pagar dívidas à Caixa Geral de Depósitos (CGD). Em causa está um apartamento no bairro da Lapa, avaliado em 1,5 milhões de euros, e outro na Avenida Infante Santo, cujo valor rondará os dois milhões e meio de euros. 

Depois de a Sábado ter vindo noticiar que o T4 de 430 metros quadrados (m2) na Infante Santo tinha sido tomada pelas autoridades, agora a SIC Notícias veio dar a conhecer que também o imóvel de luxo localizado na Lapa foi arrestado pelo Tribunal de Lisboa.

Neste caso, o apartamento está, segundo a estação televisiva, em nome da Atram – Sociedade Imobiliária, empresa da qual Berardo é o presidente do conselho de administração. 

A Sábado, por sua vez, contava que o apartamento da Infante Santo foi comprado em 1999 por Berardo. Em outubro de 2008, quando os seus empréstimos de mil milhões de euros à banca já estavam no vermelho, o comendador vendeu o imóvel. Isto através de um aumento de capital da Atram. O aumento de capital foi de apenas 40 mil euros.

Para poder concretizar o arresto, o Tribunal teve de usar um mecanismo legal considerado raro para conseguir apreender os bens. Foi através da chamada "figura da desconsideração da personalidade jurídica coletiva" que os juízes conseguiram provar, através de documentos e testemunhos dos moradores dos prédios, que as duas casas, apesar de estarem em nome de uma empresa, pertencem ao empresário madeirense. 

Fonte do comendador, citada pela imprensa, afirma que Berardo ainda não foi notificado.