Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Urbanismo em Lisboa: Salgado deixa de ser vereador e entra Veludo

Autor: Redação

Doze anos e vários mandatos depois, Manuel Salgado vai, aos 75 anos de idade, deixar de ser vereador do Planeamento, Urbanismo, Património e Obras Municipais da Câmara Municipal de Lisboa (CML). O cargo passará a ser ocupado por Ricardo Veludo, 47 anos, coordenador da equipa de missão do Programa Renda Acessível.

Manuel Salgado abandona, no final deste mês de agosto, o posto de vereador que ocupava na autarquia da capital desde as eleições intercalares de 2007, mas mantém-se como presidente do conselho de administração da empresa municipal Lisboa Ocidental SRU - Sociedade de Reabilitação Urbana.

Sobre o que motivou deixar de ser vereador, Salgado disse ao Expresso que "a decisão não é de agora, foi tomada no final do último mandato, em acordo com o Fernando Medina", argumentando que "a lei obriga os presidentes de Câmara a um máximo de três mandatos, não obriga os vereadores, mas acredito que é necessário que as pessoas não se eternizem nos lugares e deem lugar a outras mais novas, com novas formas de resolver os problemas, até porque os desafios são diferentes dos que eram há uns anos".

O arquiteto, que ao longo dos últimos anos se tem visto envolvido em várias polémicas por projetos urbanísticos e imobiliários que surgiram em Lisboa sob a sua responsabilidade, foi também vice-presidente da CML até às autárquicas de 2013 - ano em que o atual presidente Fernando Medina passou a ser o braço direito de António Costa - quando o agora primeiro-ministro era o líder do executivo municipal socialista.

Recordando que cumpriu em julho 75 anos e 12 de mandato, o autarca declarou ainda ao semanário ser "necessário que as pessoas não se eternizem nos lugares e deem lugar a outras mais novas, com novas formas de resolver os problemas, até porque os desafios são diferentes do que eram há uns anos". 

Quem é o senhor que se segue a mandar no urbanismo da capital

O pelouro do Planeamento, Urbanismo, Património e Obras Municipais será Ricardo Veludo, 47 anos, coordenador da equipa de missão do Programa Lisboa Renda Acessível, apresentado pela Câmara de Lisboa desde 2016. 

Tendo integrado, durante os últimos dois mandatos, o pelouro da Habitação na cidade, antes de herdar os pelouros de Manuel Salgado, foi colaborador direto na área do Urbanismo e Transporte, durante o mandato de Nunes da Silva, entre 2009 e 2013.

Sobre o novo vereador municipal, o antigo vereador da Mobilidade da câmara de Lisboa, disse ao Público ser “um dos bons alunos de Engenharia do Território, na área do Planeamento e do Urbanismo” do Instituto Superior Técnico. 

O também professor no Departamento de Engenharia Civil do Instituto Superior Técnico fala de Veludo como “alguém que conhece bem os meandros do imobiliário” e que está “particularmente habilitado a impedir que o planeamento urbano e a legislação sejam trapaceadas”.

Sobre o cargo que Ricardo Veludo assume agora, Nunes da Silva considera que o novo vereador do Urbanismo em Lisboa “herda uma pesada herança”.  “Ninguém chega a estes lugares sem assumir alguns compromissos”, frisa, citado pelo diário. O ex-vereador espera que esta “mudança corresponda a um virar de página no urbanismo da cidade de Lisboa”.