Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ikea desenha casas para pessoas com demência - há jardins terapêuticos e espaços para socializar

O protótipo das casas / Boklok
O protótipo das casas / Boklok
Autor: Redação

As pessoas com doenças mentais graves, como a demência, têm sérias dificuldades em viver em áreas que lhes são familiares, nomeadamente nas suas próprias casas. A pensar nisso, o Ikea, em parceria com a Boklok – empresa detida pela gigante sueca e a construtora Skanska -, está a preparar-se para lançar uma série de casas pré-fabricadas, a preços acessíveis, destinadas a pessoas com doenças do foro psicológico.

O objetivo do projeto é construir um tipo de habitação capaz de acrescentar utilidade à vida de quem sofre de algum tipo de demência – e que enfrenta o dilema da perda de memória. Por exemplo, terão eletrodomésticos de cozinha com botões físicos no lugar de “comandos” digitais. As casas de banho não terão espelho e tampouco pavimentos escuros, que podem assustar os residentes com este tipo de problemas.

Boklok
Boklok

Estas casas pré-fabricadas também incentivam a vida ao ar livre com jardins terapêuticos e um “club” para os vizinhos conviverem. A ideia é prolongar a vida deste grupo de pessoas e evitar, tanto quanto possível, a entrada em residências ou centros especializados neste tipo de patologias.

De momento, a Boklok construiu apenas seis unidades nos arredores de Estocolmo para um teste piloto que deverá começar em breve. Na verdade, escreve a CNN, a empresa já está a conversar com governos de outros países de forma a exportar este tipo de habitação. O sucesso da Boklok deve-se ao modo de pensar da IKEA: produzir grandes quantidades a preços baixos.

Boklok
Boklok