Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Futuristas e abertas à natureza: assim eram as casas de férias pré-fabricadas dos EUA nos anos 50

Um catálogo publicado em meados do século passado pela Douglas Fir Plywood Association (FPA). Apresenta, ao todo, 17 propostas.

Second Home for Leisure Living
Second Home for Leisure Living
Autor: Redação

Todos nós temos conseguimos imaginar como é (ou era) uma segunda casa (habitualmente de férias) em Portugal, nomeadamente em termos de arquitetura. Mas todo esse imaginário muda quando falamos dos EUA e da década de 1950 e do início da habitação industrializada. Através de um catálogo especializado neste tipo de casas, da empresa especializada em madeira para construção de moradias Douglas Fir Plywood Association (FPA), publicada em meados do século passado, podemos ter uma ideia de como eram estes tipos de habitações: desde casas futuristas a casas construídas em lagos ou no meio do deserto.

Como se fosse uma espécie de Ikea de segundas residências, a FPA incentivava os americanos a "construir" as suas próprias casas de fim de semana. Assim, através das páginas do seu catálogo, a empresa mostra os diferentes tipos, bem como os materiais que o consumidor deve utilizar para construí-las.

A primeira que se apresenta é a chamada "Intriguing Cabin in the Woods", com grandes janelas, em forma de cruz sobre um plano, e com tetos assimétricos. A sua decoração austera, mas algo futurista, é impressionante, com uma lareira aberta no centro da sala.

Outra que chama a atenção é a “Weekend Beach Cottage”, construída ao pé de uma praia e com um alpendre coberto de vigas vermelhas, que rompem com a paisagem e chamam a atenção para um toque futurista, quase marciano.

A FPA também tinha a solução se um norte-americano dos anos 50 quisesse uma mistura de mar e montanhas. A “Double-Deck A-Frame Beach Cabin”  era uma casa em forma de tenda, construída de madeira e tinha dois andares. Apresentada no sopé de uma montanha e construída sobre o que parece ser um pequeno cais, esta cabana está aberta à natureza e ao mar.

Ao todo, são 17 projetos que o grupo de produtores de madeira propôs aos seus clientes. Convidamos-te agora mergulhar no icónico catálogo de design dos anos 50.