Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Parlamento húngaro aprova construção de muro para impedir entrada de refugiados

Autor: Redação

A Hungria aprovou, na semana passada, a construção de um muro na fronteira com a Síria para impedir a entrada de refugiados. O projeto foi apresentado pelo ministro do Interior, Sando Pinter, e aprovado com 151 votos a favor e 42 contra. Estima-se que a vedação venha a ter cerca de 175 quilómetros de comprimento.

Segundo o i, que se apoia no Daily News Hungria, o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, aprovou ainda alterações em várias leis, relacionadas com a migração e o asilo.

Com esta legislação vai ser possível acelerar os procedimentos de avaliação dos pedidos de asilo e simplifica-los, escreve a publicação.

Para Viktor Orban, a construção de um muro vai contribuir para a segurança europeia. “Existem instalações semelhantes na Bulgária e na Espanha que permitiram reduzir de forma considerável o número de imigrantes nos respetivos países”, referiu.