Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

A impressionante reabilitação de um histórico palácio belga abandonado durante 40 anos

Autor: Redação

Este palácio foi a grande obra do arquiteto belga Charle-Albert, tendo herdado o seu nome. Os trabalhos neste magnífico castelo prolongaram-se durante mais de 17 anos e só terminaram em 1887. Por isso mesmo, Charle-Albert apenas pode desfrutar da sua criação durante dois anos, já que morreu em Bruxelas (Bélgica) no dia 27 de novembro de 1889, com 68 anos.

De estrutura imponente, este edifício ganhou a merecida fama de ser um ícone do estilo neo-flamenco e transformou-se na residência oficial do ex-primeiro-ministro belga Paul Van Zeeland – entre 1933 e 1973, ano em que morreu.

Desde então, o Chateau Charle-Albert ficou abandonado. E o edifício que sobreviveu às bombas da Segunda Guerra Mundial e a três grandes incêndios acabou consumido pelo tempo e por atos de vandalismo.

Ninguém se interessou pelo monumento durante quase 40 anos até que em 2012 o investidor espanhol Luis Fidalgo apostou forte na reabilitação do mesmo, tendo investido seis milhões de euros com o apoio do governo belga. Os trabalhos, que visaram (também) tentar recuperar o aspeto original do palácio idealizado por Charle-Albert, duraram dois anos e o imóvel ganhou nova vida no final de 2014.