Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Buffett expande império imobiliário para Milão e Dubai e quer crescer mais

Warren Buffett, o terceiro homem mais rico do mundo, é grande investidor no imobiliário à escala mundial / Gtres
Warren Buffett, o terceiro homem mais rico do mundo, é grande investidor no imobiliário à escala mundial / Gtres
Autor: Redação

Warren Buffett, o terceiro homem mais rico do mundo e um dos maiores investidores do planeta, continua a considerar o imobiliário uma aposta segura. Prova disso é que que os seus negócios no setor estão a expandir-se a cada vez mais países. Uma das suas corretoras imobiliárias acaba de assinar o primeiro contrato internacional de franchising e quer ampliar o alcance para regiões como Itália, Japão e Médio Oriente.

A Berkshire Hathaway HomeServices, segundo conta a Bloomberg, estabeleceu este mês um acordo de parceria com a Kay & Co., sedeada em Londres, a sua segunda franchisada na Europa, depois da Rubina Real Estate, em Berlim. E, até ao final do ano, a empresa tem como objetivo acrescentar Milão, Viena e Dubai à sua rede.

"Temos vários mercados já planeados", revela Gino Blefari, que supervisiona uma empresa que opera redes de franchisings, em entrevista à agência de notícias internacional, em Berlim. "Futuramente estaremos em todos os grandes mercados metropolitanos.", dando nota de que a empresa também está em negociação com possíveis parceiros em Paris e Madrid e a avaliar ainda a Cidade do México, Hong Kong e Tóquio.

A Berkshire Hathaway de Buffett adquiriu uma participação na HomeServices of America - composta por corretoras imobiliárias e empresas hipotecárias - como parte da compra de uma empresa de energia, em 2000. Inicialmente, o investidor bilionário deu pouca atenção à HomeServices, mas desde então a empresa transformou-se numa das maiores proprietárias de corretoras residenciais dos EUA.

A capacidade de ligar compradores e vendedores em vários países já está a dar frutos, segundo Michael Jalbert, vice-presidente sénior de vendas globais da HSF Affiliates. Desde que anunciou a intenção de trabalhar com a Kay & Co., a empresa britânica vem recebendo um fluxo constante de possíveis clientes da rede da Berkshire Hathaway. "E nós ainda nem mudámos os letreiros", acrescentou o gestor.