Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Imobiliárias

Últimas notícias sobre "Imobiliárias" publicadas em idealista.pt/news

Conteúdo patrocinado Engel & Völkers

Engel & Völkers quer liderar mercado de arrendamento de Lisboa

A Engel & Völkers criou uma divisão para o mercado de arrendamento de Lisboa. A multinacional alemã de mediação de imóveis de luxo aposta nesta estratégia de forma a atingir a liderança deste nicho de mercado na capital portuguesa. O novo departamento visa oferecer aos clientes, tanto senhorios como arrendatários, uma abordagem profissional, especializada e um serviço de excelência no mercado. 

Notícia sobre:

Coldwell Banker reforça equipa de expansão e “aspira a um crescimento sólido e sustentado”

A Coldwell Banker Portugal, que “aterrou” em Portugal em abril de 2018 – foi fundada nos EUA, em 1906, e define-se como “a mais antiga e bem estabelecida rede imobiliária do mundo” –, anunciou esta terça-feira (15 de setembro de 2020) que contratou Mónica Felgueiras para o cargo de diretora de expansão, juntando-se assim a Jorge Madrugo Garcia. 

Notícia sobre:

Vendas da Keller Williams disparam em plena pandemia: crescem 46% em julho e 61% em agosto

O volume de vendas da Keller Williams (KW) Portugal, empresa global de formação e consultoria especializada no ramo de mediação imobiliária – chegou a Portugal em setembro de 2014 –, cresceu 46% e 61% em julho e agosto de 2020, respetivamente, face aos mesmos meses do ano passado. Estes foram os dois melhores meses de 2020 da empresa, em plena pandemia da Covid-19, no que diz respeito ao crescimento do volume de vendas.

Notícia sobre:
Freepik

As competências chave para recrutar um verdadeiro agente imobiliário

O setor imobiliário mudou muito, e rapidamente, nos últimos anos em Portugal, por força de várias circunstâncias. E a pandemia veio acelerar este processo. Importa agora mais do que nunca atrair e reter os recursos humanos certos para fazer vingar o negócio. Mas, afinal o que atrai os profissionais do setor da mediação imobiliária e o que os move neste negócio? Quais são as suas expetativas e motivações? Estas e outras questões foram respondidas no estudo “Aspirações e Expetativas dos Profissionais de Mediação Imobiliária”, cujos dados preliminares o idealista/news revela agora em primeira mão. 

Notícia sobre:
Funchal, Madeira / Photo by Reinaldo Garanito on Unsplash

Imobiliária portuguesa UNU cresce em tempos de pandemia e chega à Madeira

Crescer em tempos de pandemia. Foi este o desígnio da imobiliária portuguesa UNU que, perante um cenário de incerteza, escolheu estar na linha da frente para a retoma do mercado nacional. Em pleno surto da Covid-19, decidiu reforçar a sua rede em todo o território, preparando, entre março e junho, a abertura de seis novas unidades. A chegada às ilhas – neste caso, à Madeira – já estava nos planos há algum tempo, nomeadamente pelas “oportunidades de investimento ligados ao turismo”, tal como explica Daniel Gomes, Diretor Operacional da rede UNU Imobiliária, em entrevista ao idealista/news.

Notícia sobre:
Raivis Razgals on Unsplash

Que casas se procuram em Portugal em tempos de Covid-19?

A Covid-19 está a deixar marca por onde passa, nomeadamente impactando o processo de procura de casas, por via de uma mudança nas preferências, gostos e necessidades que surgiram, ou ganharam importância, nos últimos meses por força das circunstâncias. A casa assumiu o papel principal durante a pandemia e, isso mesmo, colocou em evidência uma procura mais orientada para espaços maiores, interiores e exteriores - que permitam uma melhor qualidade de vida e convívio familiar e/ou teletrabalhar -, a par de novas tipologias e localizações, sobretudo, nas zonas limítrofes dos centros urbanos, ou até no campo, em zonas rurais, ou de praia.

Notícia sobre:

O que atrai e afasta os profissionais na mediação imobiliária? Há um inquérito que quer responder

O que leva agentes imobiliários a abandonar marcas, agências ou... a  própria profissão? Este é o mote de um inquérito que está a ser realizado pela primeira vez no país – arrancou esta segunda-feira (20 de julho de 2020) – pela Harrison Assessments Portugal em parceria com Massimo Forte, consultor independente especializado em mediação imobiliária. O objetivo passa por descobrir o que atrai as pessoas para a mediação imobiliária e o que as motiva para continuar a ser bem-sucedidas. 

Notícia sobre:

“Preços de venda das casas são pouco elásticos e atualmente verificamos que estão muito estáveis”

A pandemia da Covid-19 surgiu em Portugal – e no mundo – sem pedir licença, estando a deixar a sua marca em vários setores de atividade. E o imobiliário não foge à regra. Os dados divulgados pela Century 21 (C21) Portugal, relativos ao primeiro semestre do ano, são, no entanto, “mais positivos” do que o estimado. Ricardo Sousa, CEO da empresa, diz ao idealista/news que “ainda é cedo para ter indicadores claros sobre o impacto da pandemia no setor”, explicando ainda que "nos imóveis residenciais os preços de venda são pouco elásticos e atualmente estão muito estáveis”.

Notícia sobre:

Covid-19: “Acredito que o setor imobiliário será um dos primeiros a recuperar”

Os preços das casas à venda subiram 10,3% em Portugal no primeiro trimestre de 2020 face ao mesmo período do ano passado, tendo sido vendidos 43.532 imóveis, menos 11,6% que no trimestre anterior e menos 0,7% face ao período homólogo. Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), mantém-se, no entanto, otimista quanto à recuperação do setor, que não está imune, como todos os outros, “às consequências” da crise da pandemia da Covid-19.

Notícia sobre:

Remax “finta” a crise: mais de 10 mil transações imobiliárias desde a pandemia

As imobiliárias estão a sentir “na pele” os efeitos da pandemia da Covid-19, mas não atiraram a “toalha ao chão” durante os últimos meses, usando e abusando da digitalização, por exemplo. No caso da Remax, desde que vigorou o estado de emergência, a 19 de março, até ao fim da segunda fase do plano de desconfinamento, a 31 de maio, atingiu 827,5 milhões de euros de volume de preços, que resultam de 10.769 transações imobiliárias (arrendamento e compra/venda), tendo vendido 4.769 imóveis. 

Notícia sobre: