Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Imóveis para retalho são os mais procurados em Portugal - investimento comercial atinge 885 milhões em 6 meses

Autor: Redação

O investimento no imobiliário comercial em Portugal atingiu os 885 milhões de euros no primeiro semestre do ano, alimentado sobretudo pela procura de investidores internacionais (95% do total). Os imóveis para uso de retalho foram os mais transacionados, concentrando 45% do total investido. Mas também os escritórios mereceram a atenção dos investidores, representando 39% do volume semestral de investimento.

Os dados são revelados pela JLL no seu mais recente Market Pulse, onde a consultora analisa a performance dos mercados ocupacionais e de investimento imobiliário no 2º trimestre de 2016.

No seu relatório trimestral, a JLL dá ainda nota de que a hotelaria (dentro da catergoria Outros) está também a ser uma área forte, com um peso de 11%. Já o setor industrial concentrou apenas 4% do volume transacionado no semestre.

“O investimento em imobiliário comercial mantém-se bastante elevado, voltando a superar, em apenas um semestre, o total anual registado entre 2008 e 2014. As perspetivas são para que, no restante do ano, os volumes transacionados continuem em níveis bastante elevados, apesar de uma conjuntura europeia mais marcada pela incerteza", analisa Pedro Lancastre, diretor geral da JLL Portugal, em comunicado.

Ainda no âmbito do mercado de investimento, a JLL apurou que mais de 95% do volume investido é de origem internacional, revelando também que as yields se mantiveram inalteradas em todos os segmentos no 2º trimestre face ao trimestre anterior, quando se tinha assistido a uma compressão generalizada. Ainda assim, em termos homólogos, continuam a descer de forma transversal a todos os segmentos, com compressões entre 125 e 50 pontos base.