Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

MediaMarkt compra 17 lojas da Worten em Espanha – concorrência já deu “luz verde” ao negócio

A Worten quer acelerar o projeto de digitalização naquele mercado e vai concentrar esforços no online. Encaixou cinco milhões com o negócio.

Gtres
Gtres
Autor: Redação

A Worten Espanha, do grupo Sonae, decidiu alienar 17 lojas físicas à MediaMarkt no início do ano para acelerar a digitalização do seu negócio naquele país, “concentrando esforços no canal digital e assegurando uma rentabilidade positiva em 2021”. Entretanto, a Comissão Nacional de Mercados e da Concorrência (CNMC) espanhola já veio dar “luz verde” à aquisição, que permitiu à Worten encaixar cinco milhões de euros.

A MediaMarkt informa ainda, num comunicado citado pela Europa Press, que irá assumir a totalidade dos 258 funcionários das lojas, bem como as garantias legais dos produtos adquiridos nos pontos de venda entretanto encerrados. Com a compra das 17 lojas, a MediaMarkt irá reforçar a sua presença nas regiões da Catalunha (sete espaços) e Andaluzia (quatro espaços), e também chegará a novas cidades como Melilha, Zamora e Marbella.

A empresa diz que vai dar início à remodelação das novas lojas desde já, para que possam começar a funcionar sob a nova chancela a partir do mês de abril. Com a concretização do negócio, recorde-se, a MediaMarkt passa a contar com sete mil funcionários em Espanha e um total de 106 lojas físicas.

Worten encaixa cinco milhões

A Worten encaixou cinco milhões de euros com a venda das 17 lojas em Espanha à MediaMarkt, segundo o comunicado enviado à CMVM.

"Esta transação gerou um encaixe de cinco milhões de euros para a Worten. Quanto ao impacto nas contas consolidadas da Sonae, estima-se uma redução de 1% no volume de negócios consolidado e um aumento de aproximadamente 0,1 p.p. da margem EBITDA subjacente consolidada, relativamente a 2019", lê-se no documento.

A transação "faz parte de uma reorganização mais ampla que inclui ainda o encerramento de 14 lojas adicionais em Espanha Continental. No total, esta reorganização terá um impacto
estratégico e financeiro significativo na Worten, com um aumento esperado da margem EBITDA subjacente de 5,2% em 2019 para um valor superior a 6,5% após a reorganização", diz ainda.