Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Viver como um rei numa fortaleza francesa do século IX por 4,25 milhões

Passou de um castelo de defesa no século IX a uma prisão no século XVI. Sobreviveu aos séculos com dignidade e atualmente é usada como residência particular.

Annecy Sotheby's International Realty
Annecy Sotheby's International Realty
Autor: Redação

Todas as quintas-feiras abrimos as portas de uma casa de sonho. E desta vez apresentamos uma propriedade única, digna da realeza. O Château de Miolans é uma antiga prisão-fortaleza agora classificada como monumento histórico no vale de Combe de Savoie, na região de Saboia, muito perto da fronteira francesa com a Suíça e a Itália. Passou de um castelo de defesa no século IX a uma prisão no século XVI. Sobreviveu aos séculos com dignidade e atualmente é usada como residência particular. Na verdade, chegou ao mercado por 4,25 milhões de euros.

Tem o nome da família Miolans, uma das mais antigas de Saboia, que possuía a fortaleza desde pelo menos o século XI. O complexo é constituído por 'La Basse-Cour', uma parte privada e habitável com as suas torres e a capela junto a 'La Haute-Cour' com o seu rico passado histórico, cujo interesse turístico permite a exploração comercial. O complexo está muito bem conservado, embora mereça uma “segunda vida”, diz a imobiliária que está a mediar o negócio. Existe também a possibilidade de comprar apenas o pátio inferior para residência ou alojamento de luxo.

O Pátio Inferior contém o solar particular e habitável de 800 m2, construído em 1081, com as suas torres, cavalariças e uma capela do século XV. Possui 16 quartos e 5 casas de banho. O Pátio Superior, acrescentado no século XVI, contém um edifício de 300 m2 que serviu de prisão.

Inclui uma torre de vigia de dois andares que atualmente funciona como escritório. Outro celeiro de dois andares com um deck superior está localizado no lado sul da propriedade. Os jardins apresentam uma nascente de água e uma galeria subterrânea de 60 metros de comprimento que originalmente era usada para fins defensivos, incluindo o armazenamento de equipamento de tiro com arco e canhões.