Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

A TV avariou e queres comprar uma desde casa? Ensinamos como fazê-lo em segurança

O comércio digital tem vantagens, sobretudo, agora em tempos de pandemia, mas é preciso ter certos cuidados para garantir que corre tudo bem.

Photo by Jonas Leupe on Unsplash
Photo by Jonas Leupe on Unsplash
Autor: Redação

Fazer compras online já era uma tendência e tornou-se ainda mais com a pandemia da Covid-19. E, por força do contexto atual, o comércio digital tornou-se uma escolha no momento de adquirir um leque mais alargado em termos de tipo de produtos, como por exemplo eletrodomésticos. Mas para garantir que tudo corre bem, e as compras por Internet se realizam em segurança e sem riscos, há um conjunto de cuidados que se devem ter. Explicamos quais.

Neste artigo, preparado pela Deco – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor* para o idealista/news, explicamos-te tudo sobre este assunto.

Fui considerado um cidadão de risco e por essa razão desde março que estou em casa, saindo somente por razões de máxima urgência. Para abastecer a despensa, quer de produtos alimentares, quer de limpeza e higiene pessoal, tenho usado sempre o comércio eletrónico. Porém, e porque o meu televisor se avariou sem possibilidade de reparação, quero usar o comércio digital para este tipo de compra. É seguro? Como funciona a entrega do produto? Espero que me possam esclarecer.

Esclarecemos as tuas dúvidas e aconselhamos-te, desde já, a visitar o nosso site: e-comprascomdireitos.pt para que sejas um consumidor mais informado dos teus direitos. Um consumidor esclarecido está mais protegido!

Em primeiro lugar precisas de saber a quem estás a comprar. Isto porque, os sites de anúncios, plataformas de marketplace e até as redes sociais facilitam o acesso tanto a vendedores profissionais como a vendedores particulares, sendo por vezes difícil ao consumidor distingui-los. 

Todavia, os teus direitos só estão protegidos nas compras feitas a um vendedor profissional. Se comprares a um vendedor particular, a legislação de proteção do consumidor não se aplica.

O sistema de avaliações é uma ferramenta útil para ajudar a aferir a legitimidade e credibilidade, tanto do site como do vendedor em questão.

Deves garantir que, antes de efetuar o pagamento do bem que possuis todos os dados relevantes acerca do vendedor, tais como o seu estatuto, o seu nome, morada e contactos.

Quanto à entrega do produto deves informa-te sobre ao processo de entrega. Portanto, é importante que o vendedor dê informação sobre quais as modalidades de entrega que estão ao teu dispor, eventuais restrições geográficas, o custo, que deve estar incluído no preço indicado, e claro o prazo de entrega.

Se não for comunicada a data limite de entrega do bem, o vendedor possui um prazo máximo de 30 dias para efetuar a entrega do bem.

Aproveitamos para esclarecer que quaisquer danos que ocorram durante o transporte são da responsabilidade do vendedor ou do intermediário que se responsabilize pela sua entrega. Numa situação destas poderás optar por exercer o seu direito de livre resolução (14 dias para desistir da compra) ou por exigir a reposição da conformidade do bem através dos direitos conferidos pela garantia legal (2 anos).

Informa-te connosco. 

*Conta com o apoio da DECO através do número de telefone 21 371 02 20, do endereço eletrónico decolx@deco.pt. Podes também marcar atendimento via skype. Segue-nos na página de Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e Linkedin.