Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Hong kong: a cidade mais cara

Últimas notícias sobre "Hong kong: a cidade mais cara" publicadas em idealista.pt/news

Imobiliário em Hong Kong está em alta – lugar de estacionamento bate novo recorde

Os preços do mercado imobiliário de Hong Kong estão em alta. E, desta vez, foi registado mais um recorde: um lugar de estacionamento foi vendido por 1,3 milhões de dólares americanos (o equivalente a 1.090.000 euros à taxa de câmbio atual). Este espaço situa-se no empreendimento residencial de luxo Mount Nicholson.

Notícia sobre:

Hong Kong vai construir uma das maiores ilhas artificiais do mundo (com 260 mil casas)

Hong Kong quer construir uma das maiores ilhas artificiais do mundo, para dar resposta ao problema da escassez de habitação na cidade. A infraestrutura vai custar 70 mil milhões de euros.

Notícia sobre:
Christie’s International Real Estate

A casa mais cara de sempre? Custa 380 milhões de euros e está em Hong Kong

É no luxuoso bairro The Peak, em Hong Kong, na montanha Victoria Peak, que parece estar a casa mais cara que alguma vez esteve à venda. A mansão tem quatro quartos, quatro casas de banho, piscina e custa nada mais nada menos que 446 milhões de dólares, cerca de 380 milhões de euros.

Notícia sobre:
Wikimedia commons

As 10 cidades mais caras do mundo para expatriados são...

Trabalhar fora do país é uma boa experiência? Sem dúvida. Mas nem sempre é fácil para os profissionais suportar os custos de vida das cidades para onde vão trabalhar. A consultora Mercer elaborou um ranking das cidades mais caras para expatriados e os resultados estão à vista. As asiáticas ocupam os primeiros lugares, ainda que Zurique tenha conseguido “furar” este Top 10 que agora te mostramos.

Notícia sobre:

Quando um lugar de garagem custa 645.000 euros...

Hong Kong é a cidade dos recordes imobiliários. Uma cidade onde comprar um espaço para estacionar o carro pode sair (mesmo) muito caro. Há menos de um ano um lugar de estacionamento foi comprado por 365.000 euros. Passados nove meses o casal que o comprou conseguiu vendê-lo pelo dobro: 645.000 euros.

Notícia sobre:
Bloomberg

Hong Kong: onde viver em "cápsulas" de 7m2 a 900 euros por mês é normal

No mercado imobiliário mais caro e exorbitante do planeta, até os banqueiros e trabalhadores do setor das finanças estão dispostos a optar por quartos-cápsula, em espaços partilhados com outros inquilinos. Falamos de 7 metros quadrados (m2), a 900 euros por mês, para conseguir viver no centro das cidades.

Notícia sobre:
esta quinta transformada em turismo rural tem três casas, piscina e jacuzzi

hotel mais alto do mundo abre portas em hong kong

Notícia sobre:
  •  
  •