Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Hong Kong vai construir uma das maiores ilhas artificiais do mundo (com 260 mil casas)

bady qb on Unsplash
bady qb on Unsplash
Autor: Redação

Hong Kong quer construir uma das maiores ilhas artificiais do mundo, para dar resposta ao problema da escassez de habitação no centro da cidade – e onde o metro quadrado é um dos mais caros do planeta. A infraestrutura, que será a mais cara da história da região, vai custar 70 mil milhões de euros e terá quase o triplo do tamanho do Central Park, em Nova Iorque (EUA).

As autoridades da região administrativa especial chinesa esperam iniciar os trabalhos de aterro em 2025, para começar a instalar os primeiros habitantes em 2032. A proposta do governo é a de recuperar 1.000 hectares de terra ao redor da maior ilha do território, Lantau, onde se situa o aeroporto internacional, para tentar resolver o problema da falta de habitação no território.

A ilha artificial terá um custo quatro vezes superior ao da construção do aeroporto internacional de Hong Kong, inaugurado em Lantau, em 1998, segundo o The Guardian, e terá quase o triplo do tamanho do Central Park, em Nova Iorque. Serão construídas até 260 mil unidades habitacionais, das quais mais de 70% serão habitações sociais.