Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Um hotel modular de madeira que combina sustentabilidade com design barroco

O edifício foi projetado pelo estúdio de arquitetura alemão Von M.

Brigida González | Von M
Brigida González | Von M
Autor: Vicent Selva (colaborador do idealista news)

O barroco é um dos estilos artísticos mais reconhecidos na história da arte, embora no seu início tenha sido desprezado por muitos dos seus contemporâneos. Desde o seu nascimento no século XVI, grandes génios de muitos países usaram as suas habilidades e conhecimentos para criar algumas das mais impressionantes obras de arte. No campo da arquitetura, do espanhol Alberto Churriguera ao italiano Francesco Borromini, passando pelo francês Louis Le Vau ou pelo alemão Balthasar Neumann.

A influência dos autores daquela época distante ainda persiste. E, de facto, não é difícil observar edifícios com detalhes, mais ou menos óbvios, de sua influência, tanto nas grandes cidades quanto nas mais pequenas.

Encontramos um exemplo moderno e muito ecológico da adaptação deste estilo aos tempos atuais na cidade de Ludwigsburg, muito perto de Estugarda. O estúdio de arquitetura alemão Von M projetou este edifício que hoje alberga o Hotel Bergamo – que leva para casa o galardão de alojamento desta semana.

Para além da função hoteleira, este edifício quis ser mais uma ferramenta para promover a revitalização e melhoria do ambiente.

“A nova estrutura integra-se com o desenvolvimento histórico envolvente e faz referência às alturas dos edifícios existentes e à sua escala. Um conceito de fachada conciso em termos de materialidade e estrutura, que assenta nos edifícios históricos, mas que se mantém suficientemente independente para se diferenciar, algo que faz do hotel um edifício que dá identidade à cidade ”, afirmam no seu site.

A base e a escada do prédio são de cimento, mas outros materiais ganham destaque, como a madeira da área de construção dos diversos módulos, escolhida para tornar a construção mais sustentável.

“O conceito do hotel baseia-se na abordagem de desenvolver um edifício sustentável e voltado para o futuro em termos de organização, construção e materiais. A maior redução possível das emissões de CO2 tanto na construção quanto na operação tem um papel fundamental ”, destacam.

 Os 55 quartos do hotel estão decorados com cores neutras, cortinas transparentes em bege e branco e tapetes cinza. Os parapeitos das janelas rebaixados foram cobertos com tecidos táteis para servir como assentos para ver a cidade.