Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Alojamento Local: guia para destacar e rentabilizar casas de férias em plena pandemia

Apesar da crise, há setores com forte dinamismo, como o turismo rural. Apresentamos dicas para ajudar a potenciar o negócio num contexto de Covid-19.

Photo by Jesse Gardner on Unsplash
Photo by Jesse Gardner on Unsplash
Autor: Redação

O Alojamento Local (AL) tem sido uma das grandes vítimas da pandemia da Covid-19. Há proprietários, sobretudo nos grandes centros urbanos e por diferentes motivações, que têm optado por desistir da atividade e colocar os imóveis no mercado de arrendamento de longa duração ou para venda, mas há também quem não queira deitar a tolha ao chão e continue a acreditar no seu valor. Até porque há segmentos, dentro do arrendamento turístico, que estão a dar sinais de forte vitalidade, como é o turismo rural. E há formas de potenciar ainda mais o negócio, aumentando o destaque e a rentabilidade dos alojamentos. Como? Explicamos neste guia. 

O grande ponto de partida para quem opera neste setor é entender que, depois do confinamento, as famílias estão agora à procura de um “escape” para respirar depois de longos meses fechados em casa. Com base em dados da Rentalia [portal de AL do idealista], pode ver-se que o turismo rural é mesmo a estrela desta temporada, concentrando 76,4% dos alojamentos já estão reservados para o verão, contra 70,9% das moradias turísticas perto da praia. 

As famílias têm preferência por espaços em ambientes naturais que lhes garantam privacidade e segurança, com áreas exteriores generosas, e de preferência com piscina, para dar uns mergulhos e aproveitar o que resta da temporada.

Em termos globais, segundo os dados da Rentalia, o número médio de dias reservados em casas de turismo cresceu 13,6% no verão de 2020 face ao ano passado, atingindo os 9,2 dias de estadia. Este aumento fez com que o preço médio da estadia numa casa de férias para este verão crescesse 12,6%, para 134 euros/noite. 

E há uma série de dicas que se podem seguir para tirar maior rentabilidade das casas de férias e destacá-las do resto da oferta no mercado, tal como estas que apontadas pelo espanhol ‘Instituto de Valoraciones’.

7 dicas para tirar maior partido do Alojamento Local

  • Preços de acordo com o mercado

É importante assegurar que o preço da casa esteja de acordo com os valores de mercado, tendo em conta as características, os benefícios, a localização, etc. Para isso, o ideal será que os proprietários analisem a procura e oferta da zona em que o alojamento está inserido e reajustem o seu preço, tendo em conta ainda o tipo de imóvel em questão. Quanto ao tipo de ativo, as habitações unifamiliares são os alojamentos mais procurados em detrimento das habitações multifamiliares, tanto no litoral, como no campo, por possuírem áreas privadas maiores e espaços amplos.

  • Oferecer descontos por estadias mais longas

Este ano, as famílias procuram alojamentos onde possam passar algumas semanas ou até um mês, onde se sintam cómodas e seguras, sem necessidade de se deslocarem de um alojamento turístico para outro, ou que lhes permita conciliar dias de trabalho intensivo no verão com o gozo de férias. Assim, uma forma interessante de atrair a atenção deste público é oferecer descontos em estadias de mais de uma semana ou de um mês, algo que permita ainda ao proprietário economizar tempo e recursos na limpeza e desinfeção em cada entrada de novos hóspedes, por exemplo.

  • Dar visibilidade às casas nos portais adequados

É importante fazer um estudo de todos os portais de Alojamento Local disponíveis para definir, em função do público-alvo, localização, tipo de casa, etc, os melhores portais ou motores de busca para divulgar o imóvel em questão e atingir o maior público possível que possa ter interesse no alojamento.

  • O interesse começa na fotos

Os utilizadores que procuram este tipo de alojamentos navegam geralmente na web muito rapidamente à procura das ofertas que se adequam ao que pretendem. Neste sentido, a primeira coisa que se veem são as fotos do local e, por isso, é muito importante que o anúncio se destaque com imagens de qualidade dos espaços que vão captar a atenção do cliente. Para dar às fotos um acabamento profissional, uma ideia inovadora e diferente é combinar a fotografia plana com a de 360º.

  • Piscinas, jardins, terraços, espaços exteriores e ambientes naturais então entre as prioridades neste verão

Agora, mais do que nunca, e depois do período de confinamento por causa da pandemia da Covid-19, procuram-se casas grandes com espaços exteriores para passar os tempos livres, evitando locais públicos e ajuntamentos. Assim, imóveis que apresentem estas características, devem destacá-las por serem fatores que podem atrair maior interesse. A recomendação aqui é identificar claramente os atributos das casas e incluí-los nas etiquetas de personalização dos diferentes portais, para que apareçam nas pesquisas que os utilizadores fazem, indicando os filtros de preferência.

  • O foco na higiene é de extrema importância

É extremamente importante que o Alojamento Local cumpra integralmente todas as medidas de higiene para garantir que o espaço está limpo e devidamente higienizado e é seguro para os hóspedes. Os clientes terão mais confiança nas residências que garantem essas medidas e, para isso, uma boa ideia seria informar os utilizadores, na descrição da residência, sobre o protocolo de segurança que está a ser seguido para a desinfeção.

  • O valor acrescentado pode ajudar os indecisos

Para que uma casa de arrendamento turístico se destaque da vasta oferta podem ser incluídos “extras” que acrescentam valor e que podem levar o interessado a escolher uma casa em detrimento de outra. Algumas ideias podem ser: ter um serviço gratuito de bicicletas, ter cadeiras de praia e guarda-sóis na casa para uso dos hóspedes, receber o cliente com um presente de boas-vindas, como garrafas de água ou um cesto de frutas, oferecer estacionamento gratuito nos arredores da casa, entre muitos outros.