Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

E malparado atinge valor mais elevado de sempre no crédito à habitação

Autor: Redação

Junho foi um mês paradigmático na área do crédito à habitação em Portugal. Ao mesmo tempo, que a banca abriu ainda mais a torneira para financiar as operações de compra de casa, os casos de incumprimento do pagamento das prestações tocaram o nível mais alto de sempre no país, segundo informou o Banco de Portugal esta terça-feira.

O valor do malparado no crédito à habitação teve uma subida mensal de 70 milhões de euros para 2.629 milhões de euros, batendo assim o valor máximo que tinha sido atingido em novembro de 2014.

E, tal como indicam os dados do Banco de Portugal, também a relação entre o valor em incumprimento e o total de crédito à habitação em "stock" atingiu o pico, subindo para 2,7%.

No total de crédito a particulares, que além da habitação e do consumo inclui também um segmento de empréstimos para outros fins, o valor do malparado ficou estável, registando uma descida mensal de quatro milhões de euros para 5.122 milhões de euros, o equivalente a 4,3% do crédito total.