Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

ESTER cai e Euribor mantém-se nos empréstimos da casa - mas com novo cálculo a partir de janeiro

Gtres
Gtres
Autor: Redação

A rainha das taxas de juro no crédito à habitação vai continuar a ser a Euribor, tendo sido afastada a sua substituição pela Euro Short-Term Rate (ESTER). Mas ainda assim há novidades nos indexantes de referência dos empréstimos para a compra de casa, sendo introduzida uma nova fórmula de cálculo da taxa, que entrará em vigor a partir de janeiro do próximo ano.

A Euribor existe desde que foi criada a moeda única e indica qual a taxa média a que as instituições de crédito se financiam. No entanto, escândalos de manipulação desta taxa e da Libor, entre 2005 e 2008, levaram as autoridades europeias a iniciarem um processo de reformulação.

Agora sabe-se que, segundo escreve o Correio da Manhã, essa revisão afinal não vai incluir a nova taxa ESTER como chegou a ser estudado e a Euribor vai manter-se como indexante usado nos contratos de crédito à habitação no próximo ano - isso sim com um novo cálculo.

“A revisão ainda está a ser feita. Estaremos atentos e avaliaremos o impacto que a mudança possa ter, de forma a defender os consumidores caso o resultado da revisão seja negativo“, disse Nuno Rico, economista da Deco, ao diário.

O Instituto Europeu de Mercados Monetários estudou várias hipóteses que tivessem por base transações reais (em vez de propostas), mas concluiu que não é possível. Desta forma, a ESTER vai apenas substituir a Eonia, que é pouco usada pela banca portuguesa, e não vai entrar no cálculo dos empréstimos para comprar casa, de acordo com o jornal.