Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Taxas de juro

Últimas notícias sobre "Taxas de juro" publicadas em idealista.pt/news

Empréstimos da casa em Portugal são quase 50% mais caros do que na zona euro

Os portugueses nunca pagaram tão pouco pelo crédito à habitação. No entanto, o custo dos novos empréstimos para a compra de casa em Portugal é atualmente muito mais elevado (47%) do que na zona euro. Em sentido contrário ao verificado na média dos restantes países da moeda única, a taxa de anual de encargos efetiva global (TAEG) tem vindo a subir a nível nacional: fixou-se em agosto nos 2,7%, contra 1,84% de média europeia.

Notícia sobre:

Revolução nas taxas de juro: Ester chega hoje e vêm aí mudanças na Euribor

Há uma nova taxa de juro de referência na zona euro. Chama-se €STR (Euro Short-Term Rate) e vai substituir de forma gradual a Eonia. Mas há mais novidades: a reforma da Euribor deverá estar completa no final do ano.

Notícia sobre:

Juros dos empréstimos da casa caem pela primeira vez em oito meses

As taxas de juro implícitas no crédito à habitação desceram pela primeira vez em agosto, depois de oito meses consecutivos sem cair. Segundo dados do INE, a taxa de juro média aplicada pelos bancos fixou-se nos 1,077%, aquém dos 1,087% em julho.

Notícia sobre:

Taxa fixa ganha força no crédito à habitação: Bankinter oferece 1,5% a 30 anos

O cenário de Euribor zero e negativas promovido pelo Banco Central Europeu (BCE) está a ter reflexos na oferta de novo crédito à habitação, com o reforço das taxas fixas. O Bankinter veio dar sinais desta tendência, lançando uma campanha focada nos juros promocionais nos empréstimos de taxa fixa a dois anos e na redução das taxas fixas promocionais nos empréstimos a cinco e dez anos, em propostas de crédito à habitação com entrada até 31 de outubro.

Notícia sobre:

Prestação da casa ao banco volta a descer em setembro

As negativas taxas de juro Euribor do mercado interbancário continuam a ajudar as famílias portuguesas com créditos à habitação. A prestação da casa paga ao banco, nos contratos crédito a três e a seis meses, volta a descer novamente em setembro.

Notícia sobre:

ESTER cai e Euribor mantém-se nos empréstimos da casa - mas com novo cálculo a partir de janeiro

A rainha das taxas de juro no crédito à habitação vai continuar a ser a Euribor, tendo sido afastada a sua substituição pela Euro Short-Term Rate (ESTER). Mas ainda assim há novidades nos indexantes de referência dos empréstimos para a compra de casa, sendo introduzida uma nova fórmula de cálculo, que entrará em vigor a partir de janeiro do próximo ano.

Notícia sobre:

Prestação da casa mais barata: custa menos 35% que há 20 anos

Comprar uma casa ao banco fica mais barato do que há duas décadas. A prestação de um crédito à habitação de 150 mil euros, por um prazo de 30 anos, indexado à Euribor a seis meses, e com um spread de 1%, é hoje de menos de 460 euros por mês.

Notícia sobre:

Agosto traz prestação da casa ainda mais baixa - a maior queda em três anos

Na hora de fazer as malas para ir de férias e/ou começar a preparar o próximo ano letivo, os portugueses com crédito à habitação vão contar este mês com um "bónus" no orçamento familiar. A prestação da casa dos empréstimos indexados à Euribor volta a baixar, registando, além do mais, a maior redução desde o verão de 2016, devido à continuada política de baixas taxas de juros promovida pelo Banco Central Europeu (BCE).

Notícia sobre:

Juros devem manter-se negativos até 2024 - prestação da casa vai continuar a descer

As taxas Euribor mantêm-se em terreno negativo desde 2015 e, apesar dos sucessivos avanços e recuos no que toca às expectativas de mercado, este cenário deverá manter-se nos próximos anos: só devem regressar a terreno positivo em 2024.

Notícia sobre:

CGD baixa juros nos depósitos – deixa de pagar quando renderem menos de um euro

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vai rever em baixa as taxas de juros dos depósitos poupança a partir do dia 1 de agosto – trata-se de uma quebra de 70% em relação às taxas em vigor. O banco público anunciou ainda que vai deixar de pagar juros sempre que o valor bruto for inferior a um euro, quer nos depósitos poupança quer nos depósitos a prazo.

Notícia sobre: