Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mais de metade das empresas públicas falham comunicação de salários

Autor: Redação

São muitas as empresas públicas que não estão a enviar informações sobre os salários dos membros do conselho de Administração ao ministério das Finanças. Apesar da comunicação ser obrigatória desde 2013, de acordo com a regulamentação do setor empresarial do Estado, 118 das 226 empresas públicas registadas não o fez no ano passado.

Segundo o Correio da Manhã, que se apoia em dados que constam num balanço feito pela Unidade Técnica de Acompanhamento e Monitorização do Setor Público Empresarial (UTAM) no final de outubro, entre as empresas que se encontram nesta situação estão a Soflusa, a Transtejo, a Otlis (Operadores de Transporte da Região de Lisboa), a AICEP Global Parques e a Navegação Aérea de Portugal (NAV).

De referir que além das remunerações os relatórios têm de reportar as despesas de representação e outros benefícios.

A publicação escreve ainda que 70 empresas enviaram os relatórios em condições de serem aprovados. Entre elas encontram-se, por exemplo, a Caixa Geral de Depósitos, os institutos de Oncologia de Lisboa e do Porto e a Infraestruturas de Portugal.