Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Salários

Últimas notícias sobre "Salários" publicadas em idealista.pt/news

Mais de 60% dos trabalhadores nascidos na década de 90 têm contratos a prazo

A percentagem de contratos a termo nos trabalhadores mais jovens “é muito maior” nas gerações mais recentes face às mais velhas, abrangendo mais de 60% dos nascidos na década de 90, segundo um estudo apresentado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Notícia sobre:

Quanto se ganha em Portugal? Estas são as 10 profissões mais bem pagas

O salário mínimo nacional é de 665 euros e deve chegar aos 750 euros em 2023, segundo o relatório que acompanha a proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). Mas há em Portugal quem ganhe muito mais todos os meses, havendo profissões que oferecem salários até 150.000 euros anuais. Fica a saber quais são as 10 profissões mais bem pagas no país.

Notícia sobre:
Novos escalões IRS OE 2022

Novos escalões do IRS: como afetam os teus rendimentos? Simula aqui

Notícia sobre:

Salários de topo disparam em tempos de pandemia

Os empregados por conta de outrem em Portugal com ordenados mais elevados (pelos menos 2.500 euros limpos) prosperaram durante a pandemia da Covid-19. No segundo trimestre de 2021, havia mais de 40 mil pessoas a ganhar entre 2.500 e 3.000 euros por mês e mais de 50 mil com salários líquidos superiores a 3.000 euros, ou seja, cerca de 91 mil pessoas integravam os estratos salariais mais elevados, um recorde nas séries do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Notícia sobre:

Onde se ganha mais em Portugal?

Em 2019, antes do súbito aparecimento da pandemia da Covid-19, a mediana do rendimento bruto declarado deduzido do IRS liquidado por sujeito passivo em Portugal foi 9.539 euros, tendo-se verificado um aumento de 4,5% face ao ano anterior, segundo o INE. Mas há cidades em que se ganha mais que outras. É em Oeiras que o rendimento anual é maior, com um valor médio de 14.009 euros.

Notícia sobre:

Número de horas trabalhadas: Portugal tem a terceira maior queda na UE

O número de horas de trabalho efetivo no emprego principal diminuiu 12% na União Europeia (UE) num ano, em 2020 face a 2019, devido a medidas como esquemas de desemprego temporário. Portugal registou a terceira maior queda, juntamente com Itália: a redução foi de 19% nos dois países. Em causa estão dados divulgados recentemente pelo Eurostat.

Notícia sobre:

Ganhamos bem ou mal em Portugal? Nova ferramenta compara e responde

Serão os nossos rendimentos altos ou baixos em Portugal? Pode parecer missão impossível responder a esta questão, mas o Eurostat desenvolveu uma ferramenta que permite fazê-lo.

Notícia sobre: