Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Salários

Últimas notícias sobre "Salários" publicadas em idealista.pt/news

Reforma à porta, e agora? Dicas para manter a estabilidade financeira

Estás a “contar os dias” para passares à reforma? O final da carreira laboral está à vista e aproxima-se a vida de pensionista, mas será que estás preparado para o que aí vem, que é como quem diz, para fazer face às despesas que tens? No artigo de hoje da Deco Alerta ajudamos – ou tentamos ajudar – os futuros reformados a gerir da melhor forma as suas contas. O foco, e o objetivo, é manter a estabilidade financeira.

Notícia sobre:

Lay-off simplificado até julho, mas depois há novidades: quanto ganham os trabalhadores?

O regime de lay-off simplificado, uma legislação criada pelo Governo para responder à crise causada pela pandemia da Covid-19, vai ser prolongado um mês, até julho, segundo o Programa de Estabilização Económica e Social (PEES) - o documento foi publicado dia 6 de junho de 2020 no Diário da República (DRE). Será, depois disso, substituído por um novo regime de apoio que contempla três mecanismos alternativos consoante a quebra de faturação das empresas. Explicamos-te tudo sobre o tema, nomeadamente qual será o salário dos trabalhadores abrangidos pelo regime.

Notícia sobre:

Cristiano Ronaldo faz história: é o primeiro futebolista a ganhar mais de mil milhões de dólares

Cristiano Ronaldo continua a brilhar também fora dos relvados. O craque português – representa atualmente a Juventus – bateu mais um recorde, sendo agora o primeiro futebolista de sempre a ganhar mais de mil milhões de dólares (mais de 885 milhões de euros) em salário desde o início da carreira. Só em 2019 o madeirense auferiu 105 milhões de dólares (92,9 milhões de euros) antes de impostos.

Notícia sobre:

Salários Vs impostos: portugueses ganham 73% do vencimento bruto

Um português ganha apenas 73% do seu ordenado bruto, sendo que a percentagem restante vai para os cofres do Estado através de contribuições sociais e impostos. Se a estas contas se juntar o valor que o próprio empregador paga à Segurança Social por cada remuneração, o peso dessas obrigações é ainda mais maior, com 41% do valor despendido pelos patrões a não chegar à conta dos  funcionários. Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a carga fiscal praticada em Portugal é mais pesada que a média dos países da entidade.

Notícia sobre:

Covid-19 põe fim às penhoras: salários “suspensos” por dívidas pagos por inteiro até junho

A pandemia do novo coronavírus “obriga” o Governo a “mexer” na lei e a mudar algumas regras que estavam em vigor, como forma de responder à crise económica e, paralelamente, dar resposta aos consumidores mais vulneráveis financeiramente. No artigo de hoje da rubrica Deco Alerta contamos-te tudo sobre a penhora de salários na sequência de dívidas fiscais, que deixa de estar em vigor. 

Notícia sobre:

Coronavírus fez mudar regras laborais: guia para trabalhadores, empresas e desempregados

Há novas regras no mercado laboral, impostas na sequência do coronavírus. Para trabalhadores e empresas, e também para quem está desempregado, a pandemia trouxe uma nova realidade, que importa “descodificar”. Compilamos neste guia a informação mais relevante e que tem saído de forma avulsa por vários meios. Toma nota.

Notícia sobre:

Salário de 60 mil euros anuais? Isso decidiu Dan Price para todos os trabalhadores da sua empresa

A história remonta a 2015 e tem como protagonista Dan Price, CEO da empresa de processamento de pagamentos em cartões de crédito Gravity Payments, com sede em Seattle, nos EUA. O que fez Price? Reduziu o salário anual de 1,1 milhões de dólares (960.000 euros) para 70.000 dólares (61.000 euros), hipotecou a casa e abdicou das poupanças para aumentar o salário dos 120 trabalhadores: ficaram todos a ganhar o mesmo: os referidos 61.000 euros por ano.

Notícia sobre:

Salários a subir em 2019: portugueses ganharam em média 1.276 euros brutos por mês

Em 2019, a remuneração bruta mensal por trabalhador aumentou 2,7%, para 1.276 euros, e a componente regular aumentou 2,6%, para 1.038 euros, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE), salientando que, “em termos reais, as variações foram 2,4% e 2,2%, respetivamente”. 

Notícia sobre:

IRS: há novas tabelas de retenção na fonte – faz as tuas simulações

Já são conhecidas as tabelas de retenção na fonte para efeitos de IRS para 2020, que indicam o valor dos salários ou pensões a partir do qual se começa a descontar já a partir deste mês. De referir que os trabalhadores dependentes e pensionistas com rendimentos até 659 euros mensais vão ficar isentos de retenção na fonte, um valor que sobe 0,7% em linha com o aumento de outras prestações sociais como as pensões mais baixas.

Notícia sobre: