Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Salários

Últimas notícias sobre "Salários" publicadas em idealista.pt/news

Subida dos salários não acompanha evolução dos preços das casas

O setor imobiliário, nomeadamente o segmento residencial, parece estar a passar no teste da Covid-19, visto que apesar de se terem vendido menos casas em Portugal em 2020, os preços pelos quais as mesmas são transacionadas continuam a subir: 8,4%, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE). Um crescimento bem superior (quase o dobro) face ao verificado no rendimento médio mensal da população empregada por conta de outrem no país – era de 951 euros em 2020, o que representa um aumento de 4,6% face a 2019.

Notícia sobre:

Portugal é o 7º país da UE onde os rendimentos médios brutos mensais são mais baixos

Portugal era, em 2018, o 7º país da União Europeia (UE) onde os rendimentos médios brutos mensais eram mais baixos: 933 euros. Trata-se, ainda assim, de um valor superior face ao registado quatro anos antes, em 2014 (867 euros), segundo dados divulgados recentemente pelo Eurostat.

Notícia sobre:

Salários mínimos na UE em tempos de pandemia: Portugal a meio da tabela (776 euros brutos)

Em janeiro de 2021, ou seja, em plena pandemia da Covid-19, o salário mínimo bruto em vigor nos 21 Estados-membros da União Europeia (UE) variava, onde vigora, entre 332 euros, na Bulgária, e 2.202 euros, no Luxemburgo. Portugal surge em 12º lugar (776 euros). Em causa estão dados divulgados recentemente pelo Eurostat.

Notícia sobre:

Salários mínimos em tempos de pandemia sobem ou descem? Em Portugal aumentou 4,2%

Os salários mínimos sobem ou descem em tempos de pandemia da Covid-19? Em muitos países, como por exemplo em Portugal, o Salário Mínimo Nacional (SMN) subiu 4,2%, de 592 euros líquidos em 2020 para 656 euros líquidos em 2021. Portugal é, num ranking de 53 países, o 23º da lista onde se registou um maior aumento do SMN.

Notícia sobre:

Retoma progressiva: só quem ganha mais de 1.995 euros pode ter bolsa do IEFP

Apenas os trabalhadores com ordenados superiores a três salários mínimos, ou 1.995 euros, terão direito a aceder ao complemento de formação do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) associado ao Apoio Extraordinário à Retoma progressiva, que foi já estendido até final de junho de 2021.

Notícia sobre:

Portugueses são dos europeus que têm menos trabalhadores a ganhar abaixo da média

Portugal era, em 2018, o segundo país da UE com a menor percentagem de trabalhadores a ganhar salários baixos. Segundo dados revelados recentemente pelo Eurostat, apenas 4% dos trabalhadores recebe dois terços ou menos do rendimento médio, um cenário que pode ser explicado com o facto do Salário Mínimo Nacional (SMN) estar a subir de forma mais acentuada que a média europeia.

Notícia sobre:

Quantos anos de salário bruto são precisos para pagar a casa?

Notícia sobre: