Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Emprestar dinheiro a amigos ou familiares? Há 6 motivos que te farão pensar duas vezes

Gtres
Gtres
Autor: Redação

O que fazer quando um amigo ou familiar pede dinheiro emprestado? A tentação de ajudar é grande e percebe-se, claro, mas será que esta é uma boa decisão? Para a Forbes, não. É meio caminho andado, aliás, para acabar com uma relação de anos.

Segundo a conceituada publicação norte-americana, são seis os motivos pelos quais não se deve emprestar dinheiro a amigos ou familiares. Ora vê: 

  1. Serás o último recurso: sim, porque provavelmente a pessoa interessada já pediu um empréstimo ao banco, mas sem sucesso.
  2. Provavelmente não voltarás a ter o dinheiro "do teu lado": 75% das pessoas que pedem dinheiro a amigos ou familiares nunca pagam o empréstimo na totalidade.
  3. Poderás estar a criar maus hábitos financeiros na outra pessoa: Imagina que a pessoa a precisar de dinheiro pediu primeiro ajuda aos pais e que estes não a ajudaram, significa que poderás estar a contribuir para que continue a ter maus hábitos financeiros.
  4. Podes vir a precisar do dinheiro: sim, as emergências acontecem. Imagina que ficas com a corda ao pescoço? 
  5. Pedir o dinheiro de volta pode ser constrangedor: é uma situação delicada, porque “do outro lado” o pedido de “reembolso” pode não ser bem visto... 
  6. Podes arruinar uma relação para sempre: nunca o lema “amigos amigos, negócios à parte” pôde ser tão bem empregue. Imagina que a pessoa a quem emprestaste dinheiro está presente em festas e/ou jantares com amigos e/ou familiares comuns, poderás pensar que tem dinheiro “para isso”, mas não para saldar as dívidas.