Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Fisco perde mais de 5 mil milhões de euros em dívidas incobráveis

Autor: Redação

Os contribuintes deviam mais de 20.000 milhões de euros ao Fisco no ano passado, mas deste valor mais de 5.000 milhões foram considerados incobráveis. Os impostos com os montantes mais elevados de dívida considerada irrecuperável são o IVA e o IRC.

Segundo o Correio da Manhã, que se apoia na Conta Geral do Estado de 2018, o montante da dívida considerada incobrável disparou 21,2% para mais de 5.000 milhões de euros, representando 25,1% do total da dívida fiscal. Com esta montante, o Estado conseguiria pagar pensões de reforma durante mais de quatro meses.

Os impostos com os montantes mais elevados de dívida considerada irrecuperável são o IVA, cerca de 2,19 mil milhões de euros, e o IRC, quase 922 milhões de euros. A estes impostos em falta somam-se outros, no total de 1,18 mil milhões de euros, e ainda o IRS, com um montante de 703,5 milhões de euros, adianta a publicação. 

Para Paulo Ralha, presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI), as dívidas incobráveis são facilmente justificáveis: “Há empresas que estão em processos de insolvência e já não têm património passível de penhorar (para pagar a dívida fiscal)” e, por outro lado, “há contribuintes singulares que também não têm património que possa ser penhorado para pagar as suas dívidas fiscais”.