Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Os produtos nacionais que terão de pagar taxas agravadas para entrar nos EUA

Wikipedia
Wikipedia
Autor: Redação

Queijos, outros derivados de leite como iogurtes e manteigas, carne de porco, frutas como cereja, limões e pêssegos e diferentes tipos de moluscos com origem em Portugal vão passar a estar sujeitos a uma taxa adicional de 25% quando vendidos para os Estados Unidos da América (EUA), a partir de 18 de outubro de 2019. 

Estes produtos fazem parte da lista publicada esta quarta-feira, depois de a Organização Mundial do Comércio (OMC) ter autorizado os Estados Unidos a aplicarem tarifas alfandegárias às importações da União Europeia, até um valor máximo anual de cerca de 7,5 mil milhões de dólares (6,87 mil milhões de euros), para compensar as ajudas da União Europeia à fabricante Airbus.

Na página oficial da Representação Comercial dos EUA (USTR), na Internet, pode ler-se que "as tarifas serão aplicadas a um leque de produtos importados dos Estados-membros da União Europeia, com o grosso das tarifas a ser imposto às importações de França, Alemanha, Espanha e Reino Unido – os quatro países responsáveis pelos subsídios ilegais" (à Airbus).

Em causa está uma disputa de quase 15 anos entre a UE e os Estados Unidos relativa aos apoios públicos às respectivas fabricantes aeronáuticas, Airbus e Boeing, que a OMC - que tem como função mediar as relações comerciais no mundo - reconheceu como sendo ilegais e que, por isso, penalizaram a rival norte-americana Boeing.

A Comissão Europeia mostrou-se entretanto disponível para negociar com Washington mas alertou que, caso os EUA avançassem para a imposição de tarifas, iria responder na mesma moeda.

A lista com as taxas agravadas de 25% inclui também, por exemplo, uísque escocês. E os "sweaters", "pullovers", produtos de caxemira e vestuário de lã oriundos do Reino Unido também não escapam às tarifas, segundo a agência Reuters citada pelo Jornal de Negócios.

O mesmo acontece com as azeitonas de França, Alemanha e Espanha (as de Portugal escapam), e com o café alemão e as salsichas de porco e outros produtos suínos provenientes da União Europeia, incluindo Portugal – mas excluindo o fiambre.

Nessa lista estão isentados alguns produtos – como o vinho de Itália, a "pasta" (massa italiana) e o azeite.