Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Depósitos das famílias em máximos - 168,5 mil milhões em junho

Trata-se de um aumento de 1,8 mil milhões num mês, segundo dados do Banco de Portugal.

Depósitos das famílias em máximos
ECO via Banco de Portugal
Autor: Redação

Os depósitos de particulares nos bancos residentes totalizaram 168,5 mil milhões de euros no final de junho, segundo dados divulgados esta terça-feira (28 de julho de 2021) pelo Banco de Portugal (BdP). Trata-se de um valor record, o que significa que os portugueses estão cada vez a poupar mais, isto em tempos de pandemia da Covid-19. 

Segundo o ECO, que se apoia em dados do BdP, o valor depositado pelos particulares junto das instituições financeiras aumentou 1,8 mil milhões num mês, visto que em maio se tinha fixado em 166,7 mil milhões de euros

Uma tendência de crescimento, de resto, que se tem verificado nos últimos meses, tendo o valor depositado nos bancos crescido 11 mil milhões de euros no espaço de um ano. 

Importa ainda dizer que, segundo o BdP, a Taxa de Variação Anual (TVA) dos depósitos de particulares em junho de 2021 foi de 7%, um valor 0,5% acima do registado em maio e ligeiramente superior ao verificado na Zona Euro (6,8%).

Depósitos das famílias em máximos / Banco de Portugal
Depósitos das famílias em máximos / Banco de Portugal