Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Banco de Portugal

O Banco de Portugal é o banco central da República Portuguesa. Emitir de notas de euro, colocar em circulação moedas metálicas (BCE detém o direito exclusivo de autorizar a sua emissão) e a supervisão prudencial das instituições de crédito e das sociedades financeiras, são algumas das suas principais funções.

Dívida pública alcança novo recorde em fevereiro – 274,1 mil milhões de euros

Em fevereiro de 2021, a dívida pública de Portugal na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, situou-se em 274,1 mil milhões de euros, mais 4,2 mil milhões de euros face ao mês anterior, revelou recentemente o Banco de Portugal (BdP). Trata-se do valor mais alto desde, pelo menos, fevereiro de 2017.

Notícia sobre:

Bancos “livram-se” de crédito malparado – baixa para 4,9% no final de 2020

Os bancos portugueses estão firmes no objetivo de reduzir os respetivos rácios de crédito malparado. No quarto trimestre de 2020, ou seja, em plena pandemia da Covid-19, “o rácio de empréstimos não produtivos (NPL na sigla inglesa) diminuiu 0,4%, para 4,9%”, segundo dados divulgados recentemente pelo Banco de Portugal (BdP). Uma tendência que se mantêm desde pelo menos dezembro de 2016.

Notícia sobre:

Bancos respeitam travão ao crédito à habitação – mas duração média dos novos empréstimos sobe

Os bancos estão a cumprir de forma generalizada os limites recomendados pelo Banco de Portugal (BdP) na concessão de novos créditos, nomeadamente no que diz respeito ao crédito à habitação, que atinge apenas 90% do valor do imóvel em mais de 90% dos casos. Em 2020, ano marcado pela chegada da pandemia da Covid-19, registou-se, no entanto, um aumento da maturidade média dos empréstimos para a casa, para 33,2 anos.

Notícia sobre:

Quase mil milhões de euros emprestados para a compra de casa em fevereiro

Os bancos continuam a mostrar disponibilidade para financiar a compra da casa, mesmo em tempos de pandemia da Covid-19. Em fevereiro de 2021, as novas operações de crédito à habitação aumentaram para 999 milhões de euros, um valor superior ao verificado no mês anterior (968 milhões de euros) e no período homólogo (919 milhões de euros). Em causa estão dados divulgados esta quarta-feira (31 de março de 2021) pelo Banco de Portugal (BdP).

Notícia sobre:

Depósitos bancários batem novo record

Notícia sobre:

Total de empréstimos concedidos às famílias para a compra de casa em máximos de 2016

O total de empréstimos concedidos às famílias para efeitos de crédito à habitação voltou a aumentar em fevereiro, situando-se nos 95.530,9 milhões de euros, um montante superior ao verificado no mês anterior (95.278,6 milhões de euros) e no período homólogo (93.101,7 milhões de euros). Segundo dados disponíveis no site do Banco de Portugal (BdP), é preciso recuar mais de quatro anos – até setembro de 2016 – para encontrar um ‘stock’ mais alto de empréstimos a particulares para a compra da casa, sendo que nesse mês atingiu 95.792,2 milhões de euros.

Notícia sobre:

Empresas “fintam” novo confinamento: há mais a conseguir manter atividade que em abril de 2020

Estarão as empresas a “sobreviver” melhor a este confinamento, face ao primeiro? Segundo um inquérito do Banco de Portugal (BdP) e do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), na primeira quinzena de fevereiro, 92% das empresas estavam em produção ou funcionamento, um valor que compara com 82% no primeiro confinamento, ou seja, na primeira quinzena de abril de 2020. Conclui-se, portanto, que há mais empresas a conseguir manter a atividade atualmente.

Notícia sobre:

‘Stock’ do crédito às famílias em máximos de junho de 2015 – empréstimos para a casa em alta

O total de empréstimos às famílias voltou a aumentar em janeiro de 2021, situando-se nos 120.793,2 milhões de euros, o valor mais alto desde junho de 2015 (121.033,5 milhões) e acima dos 120.751,9 milhões do mês anterior e dos 118.865,4 milhões de janeiro de 2020, segundo dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP) esta quinta-feira (25 de fevereiro de 2021). Destaque para o ‘stock’ do crédito à habitação, que aumentou em janeiro para 95.278,6 milhões de euros, mais que no mês anterior (95.041,5 milhões) e no período homólogo (92.997,6 milhões).

Notícia sobre: