Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Preço da luz bate recordes no arranque da onda de calor

É caso para dizer: apaga a luz! Preço da eletricidade está a disparar em todos os países da UE e Portugal não é exceção.

Preço da luz bate recordes no arranque da onda de calor
El Orden Mundial
Autor: Redação

É caso para dizer: apaga a luz! O preço da eletricidade está a disparar em todos os países da União Europeia (UE) e Portugal não é exceção, com a onda de calor a fazer antever (ainda mais) o aumento do consumo. O resultado está à vista: a fatura mensal tende a aumentar. O preço da eletricidade em Portugal é, de resto, um dos mais elevados da UE. 

Segundo una análise do site espanhol El Orden Mundial, o preço da eletricidade está fora de controle na UE, estando a crescer há vários anos. Além da onda de calor que se faz sentir, a procura da energia regressou aos níveis pré-pandemia. Paralelamente, os preços dos diferentes tipos de eletricidade, gás e carvão, que são os mais caros, disparam há meses, devido aos impostos. Significa isto que as energias renováveis, muito mais baratas, ainda não são capazes de garantir um fornecimento constante de eletricidade.

Portugal, como é possível ver na imagem, está muito exposto a estes problemas, devido à sua dependência de países estrangeiros para matérias-primas.

De acordo com o Público, os preços da eletricidade no mercado grossista ibérico continuam a bater recordes consecutivos. Apoiando-se em “contas” do OMIE (a entidade que administra o mercado ibérico), a publicação escreve que o preço médio para a energia que será negociada naquela plataforma na quinta-feira (12 de agosto de 2021) será de 115,83 euros por megawatt hora (MWh), batendo-se, assim, o recorde fixado no dia anterior: preço médio de 113,99 euros.