Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Um em cada cinco cidadãos da UE está em risco de pobreza ou exclusão social

Portugal encontra-se abaixo da média da UE (21,9%). Ainda assim, 20% dos portugueses encontravam-se, em 2020, nesta situação.

Risco de pobreza ou exclusão social em Portugal e na UE
Eurostat
Autor: Redação

Cerca de um em cada cinco cidadãos (21,9%) da União Europeia (UE) encontrava-se, em 2020, em risco de pobreza ou de exclusão social, com Portugal a acompanhar esta tendência (20%), segundo dados publicados recentemente pelo Eurostat.

De acordo com o gabinete de estatísticas europeu, havia no ano passado 96,5 milhões de pessoas na UE em risco de pobreza ou exclusão social, representando 21,9% da população. Trata-se de um aumento face aos 21,1% registados em 2019. 

Os dados divulgados pelo Eurostat permitem ainda concluir que, dos 96,5 milhões de pessoas na UE em risco de pobreza ou exclusão social, 27,6 milhões estavam “gravemente privadas em termos materiais e sociais”. 

Risco de pobreza ou exclusão social em Portugal e na UE
Eurostat

Portugal surge a meio do ranking, um pouco abaixo da média comunitária, com 20% da população em risco de pobreza ou de exclusão social.

A liderar a tabela está a Roménia, que é o país onde há mais pessoas em risco de pobreza ou exclusão social (35,8% dos cidadãos). Bulgária (33,6%) e Grécia (27,5%), por esta ordem, completam o pódio. 

Em sentido inverso encontram-se República Checa (11,5%), Eslováquia (13,8%) e Eslovénia (14,3%) que são os Estados-membros da UE com menor proporção da população em risco de pobreza ou de exclusão social.

*Com Lusa