Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito à habitação: malparado mantém-se em 3%

Gtres
Gtres
Autor: Redação

As famílias e as empresas parecem estar a conseguir mais as suas obrigações junto à banca. Em termos globais, a percentagem dos empréstimos vencidos diminuiu em novembro face ao mês anterior, ainda que de forma ligeira. No crédito à habitação, o malparado continua nos 3%, o mesmo valor de outubro.

Os últimos dados do Banco de Portugal, divulgados esta semana e referentes ao mês de novembro, revelam que o crédito à habitação totaliza 103.855 milhões de euros e, neste caso, o malparado das famílias face aos bancos está nos 3%, o mesmo valor de outubro.

A nível global, dos 127.703 milhões de euros de crédito concedido pelo setor financeiro junto das famílias, 5,2% do montante dizia respeito a empréstimos em incumprimento, segundo escreve o Público, salientando que houve uma diminuição de 0,1 pontos percentuais face a outubro.

Em relação a novembro do ano anterior, o rácio do crédito vencido continua a ser mais alto, comparando com uma percentagem de 4,9% um ano antes.

Nos empréstimos ao consumo e outros fins, onde o incumprimento é tradicionalmente mais alto, este rácio baixou para 14,8%, diminuindo uma décima em relação ao mês anterior.

Nos empréstimos às empresas (fora do setor financeiro), o valor total dos empréstimos registados pelos bancos era de 84.641, uma redução de 0,1% face a outubro, o equivalente a 102 milhões de euros, diz ainda o jornal. O rácio de crédito vencido estava em 16,4%, menos 0,2 pontos do que em outubro.