Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Guia para gerir o orçamento familiar e evitar dívidas

NeONBRAND/Unsplash
NeONBRAND/Unsplash
Autor: Redação

O orçamento familiar é a melhor ferramenta para organizar, gerir e manter uma rotina de gestão financeira. E, claro, evitar situações graves de incumprimento. O ideal será garantir o equilíbrio entre as despesas fixas e variáveis, salvaguardando sempre os imprevistos. Deixamos-te algumas dicas sobre o que deves e o que não deves fazer.

Para a gestão eficaz dos rendimentos deves elaborar o teu orçamento familiar - aqui ajudamos-te a elaborar um em apenas 4 passos - para saber efetivamente como gastas o teu dinheiro.

Só desta forma poderás avaliar a tua real situação financeira, identificar os gastos que poderás eliminar, identificar quais são os gastos indispensáveis que poderão ser minimizados e compreender se tens capacidade financeira para contrair mais uma dívida de crédito ou contratar um novo serviço. Algumas dicas que a Deco sublinha e que consideramos importante recordar, para que consigas antecipar o futuro.

O que não deves (mesmo) fazer

Há uma condição sine qua non para evitar situações de incumprimento: nunca recorrer a créditos pessoais para pagar créditos já existentes. Caso contrário cairás numa espiral difícil de ultrapassar.

O que podes e deves fazer

  • Antes de pedir um crédito deverás ponderar se tens rendimentos suficientes para assegurar o pagamento das dívidas que pretendes contrair, relembra o Banco de Portugal (BdP). Ou seja, é preciso avaliar o orçamento familiar para perceber se será possível suportar esta despesa mensal fixa.
  • É ainda fundamental ter uma atitude preventiva e antecipar eventuais dificuldades de cumprimento, relembra o regulador, sendo por isso importante alertar a instituição de crédito para a possibilidade de não conseguires pagar as prestações dos contratos de crédito.
  • Poderás consultar na Central de Responsabilidades de Crédito (CRC), gerida pelo BdP, o “mapa de responsabilidades de crédito”, com informação detalhada sobre todos os contratos de crédito assumidos, para que avalies todos os teus empréstimos- explicamos-te tudo sobre isso aqui.