Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Fisco aponta mira a contribuintes com património elevado e encontra mais 921

Já são, no total, mais de 1.600 os indivíduos a serem seguidos pela Unidade os Grandes Contribuintes.

Photo by Donald Martinez on Unsplash
Photo by Donald Martinez on Unsplash
Autor: Redação

A troca de informação e contas bancárias fora de Portugal permitiu ao Fisco detetar mais 921 contribuintes com rendimentos acima de 750.000 euros ou património imobiliário superior a cinco milhões. Já são, no total, mais de 1.600 os indivíduos a serem seguidos pela Unidade dos Grandes Contribuintes.

“Com a troca de informação automática que nós tivemos, com as informações como por exemplo o reporte de saldos bancários, o cadastro individual de contribuintes de elevada capacidade acrescentou aos 758 que existem hoje mais 921, estando hoje mais próximos dos dois mil”, adiantou o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais no Parlamento, esta quarta-feira (4 de dezembro de 2019), citado pela Lusa.

Segundo António Mendonça Mendes, a troca de informação internacional permitiu ainda identificar um universo de 26 mil contribuintes com rendimentos no estrangeiro não declarados, sendo que perto de seis mil vieram declarar de imediato os rendimentos, num total de 82 milhões de euros, como o idealista/news noticiou.