Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Empresário português do imobiliário preso no Brasil por desfalque de 21 milhões de euros

José Miguel Tavares Roque Martins foi indiciado pelo crime económico de estelionato, segundo a imprensa brasileira
Autor: Redação

Um empresário português que operava no setor imobiliário foi agora preso pelas autoridades brasileiras suspeito de ter realizado um esquema de burla que terá provocado um desfalque na ordem dos 21 milhões de euros, com a venda de 470 casas num condomínio de luxo na zona de Salvador da Bahia, no nordeste brasileiro. 

Mas os compradores destes imóveis transacionados por José Miguel Tavares Roque Martins, 64 anos, o que encontraram foram terrenos baldios e casas ainda por acabar, segundo noticia o Correio da Manhã.  

Economista de formação, o português seria, segundo a polícia brasileira citada pelo diário português, dono da empresa Resort Empreendimentos Imobiliários, na zona de Salvador da Bahia. E já teria participado numa burla semelhante na zona de Minas Gerais, onde a zona residencial até tinha um heliporto.  

O empresário, escreve ainda o jornal, vendeu todas as casas pela internet ou por intermédio de imobiliárias, com estas a desconhecerem as intenções do português.

José Martins começou a ser investigado após cinco lesados terem apresentado queixa. Todos eles pagaram o equivalente entre 30 e 45 mil euros, valores atribuídos às casas, que ficariam num condomínio privado, com segurança e piscina.

No entanto, de acordo com a polícia brasileira, apenas 70 casas começaram a ser construídas, não passando, contudo, da fase do reboco.

O empresário preparava-se para fugir quando foi detido pelas autoridades.