Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Revive Natureza: programa para converter antigas casas florestais lançado este mês

David Gylland/Unsplash
David Gylland/Unsplash
Autor: Redação

Primeiro o Revive, e agora o Revive Natureza. O Governo vai alargar o programa de recuperação do património devoluto do Estado a imóveis como antigas casas florestais, que possam ser usadas em atividades turísticas. Na área do património cultural e histórico, o programa original continua a avançar: o contrato de concessão do Convento de Santo António dos Capuchos, em Leiria, foi recentemente assinado, e vai receber um investimento de 4,5 milhões.

Com esta decisão do Executivo de António Costa, o Revive, inicialmente pensado para dar uma nova vida ao património cultural e histórico devoluto do Estado, chega assim às áreas protegidas ou áreas florestais, sob a designação de Revive Natureza. A iniciativa será lançada ainda este mês, segundo a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

“Vai ser criado através de um Decreto-Lei e já identificamos os imóveis em todo o país, vamos começar com um projeto-piloto depois de um levantamento", disse a responsável, citada pela Lusa.

A secretária de Estado salientou ainda que o turismo de natureza é um segmento em crescimento acelerado na Europa e no mundo, com "22 milhões de viagens na Europa" e um crescimento de 21% nos últimos anos.
 

Convento de Santo António dos Capuchos recebe investimento de 4,5 milhões

O Convento de Santo António dos Capuchos, em Leiria, que será convertido numa unidade hoteleira de 4 estrelas com 50 quartos, piscina e restaurante, vai ser explorado por um agrupamento composto por três empresários individuais: António Luís Sampaio de Almeida, Carlos Martins Oliveira e Paulo José Pereira de Sousa.

O contrato de concessão, por 50 anos, já foi assinado, e prevê um investimento para a recuperação do edifício na ordem dos 4,5 milhões de euros. O Estado vai receber uma renda anual pela concessão de 40,1 mil euros.

No total, já foram lançados 16 concursos no âmbito do Revive. Neste momento decorrem os concursos para a Casa de Marrocos (Idanha-a-Nova), Mosteiro de Arouca, Convento de São Francisco (Portalegre), Quartel do Carmo (Horta, Açores), Convento do Carmo (Moura), Convento de Lorvão (Penacova), Quinta do Paço de Valverde (Évora), Castelo de Vila Nova de Cerveira e Quartel da Graça (Lisboa), este último lançado na semana passada.