Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

RTP gasta anualmente 200.000 euros na manutenção de terrenos não utilizados

Garantia dada pelo presidente do Conselho de Administração da empresa estatal, Gonçalo Reis.

Itisa via Wikipedia
Itisa via Wikipedia
Autor: Lusa

A RTP gasta anualmente 200.000 euros em manutenção de terrenos não utilizados, sendo que nos últimos cinco anos gastou um milhão de euros nesta área. A garantia foi dada esta terça-feira (14 de julho de 2020) por Gonçalo Reis, presidente do Conselho de Administração da empresa, no âmbito de uma audição na comissão parlamentar de Cultura e Comunicação.

“A política da RTP nos últimos 20 anos é tratar bem das instalações que são necessárias e racionalizar aquelas que comprovadamente não têm atividade produtiva”, afirmou o gestor, citado pela Lusa, apontando que a administração “não toma hoje uma decisão” sobre os ativos “sozinha, sem ter a aprovação do acionista”.

“A RTP gasta anualmente 200.000 euros em manutenção de terrenos não utilizados, estou a falar de terrenos agrícolas”, como era o de Miramar, como é o de Pegões, referiu o presidente da RTP, sublinhando que o valor em causa é gasto em manutenção, segurança e desmatagem, sendo um “montante significativo”. “Nos últimos cinco anos gastámos um milhão de euros numa atividade que não é produtiva”, afirmou, referindo que a RTP é uma empresa que visa produzir conteúdos audiovisuais, razão pela qual os portugueses pagam a contribuição CAV.