Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Subsídios para mães e pais vão aumentar; mas não para toda a gente...

Autor: Redação

Os subsídios de maternidade, paternidade e adoção vão aumentar 2%, com a entrada em vigor do Orçamento do Estado (OE) para este ano. Mas esta majoração não é generaliada e vai apenas incidir sobre os portugueses residentes nos arquipélagos dos Açores e Madeira. Os cidadãos do Continente ficam assim excluídos deste benefício.

O diploma publicado esta quinta-feira em Diário da República, e citado pelo Notícias ao Minuto, enumera quais os subsídios que vão beneficiar desta subida: subsídio de risco clínico durante a gravidez, subsídio por interrupção da gravidez, subsídio parental, subsídio parental alargado, subsídio por adoção, subsídio por riscos específicos, subsídio para assistência a filho, subsídio para assistência a filho com deficiência ou doença crónica e, por fim, subsídio para assistência ao neto.