Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Imobiliário e turismo dão cada vez mais negócio a advogados

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Os advogados têm boas expetativas para o resto do ano, ainda que as perspetivas para a economia portuguesa não sejam as melhores. O otimismo destes profissionais está baseado no crescimento do imobiliário e do turismo, dois setores que têm já vindo a alimentar o negócio dos serviços jurídicos em Portugal, no últimos tempos. 

Esta é a conclusão da ronda de contactos feita pelo Jornal de Negócios junto de várias sociedades de advogacia. Duarte de Athayde, "managing partner" da Abreu, por exemplo, diz que " o cenário não é desanimador para o turismo e continuamos a ter um enorme dinamismo nos setores da imigração e do imobiliário". 

Já Alberto Galhardo Simões, sócio da Miranda, por seu turno, acredita que "o cenário político-económico permanecerá estável no decorrer do próximo trimestre, o que será propício à realização, consolidação ou conclusão de vários investimentos em sectores diversos, nomeadamente no turismo e imobiliário que têm vindo a assistir a um crescimento assinalável".

E José Maria Castelo Branco, sócio da CCA-Ontier, também está convencido, de que "o investimento estrangeiro, em especial na área imobiliária se acentuará até ao final do ano", à semelhança de outras áreas.